...

Após os best-sellers A última festa e A lista de convidados, Lucy Foley chega com O Apartamento de Paris para te conquistar de vez. Venha conferir mais sobre o novo thriller da autora.

Jess é uma jovem inglesa sem emprego que vai para Paris para encontrar o irmão. Entretanto, ao chegar na cidade, Jess descobre que o irmão mora em um lugar que ela jamais imaginaria que ele teria condições de pagar. E o mais intrigante: embora a carteira e as chaves estejam ali, não há nenhum sinal do rapaz.

Quanto mais tempo o irmão continua desaparecido, mais Jess tenta seguir seus passos e mais perguntas surgem em sua mente. Os vizinhos formam um grupo bem eclético, mas não são exatamente amigáveis, e em pouco tempo aquela investigação coloca a jovem em situações cada vez mais delicadas.

+ Confira também: RESENHA: A FAMÍLIA PERFEITA, DE LISA JEWELL

Minhas expectativas

Comecei a leitura com as expectativas baixas, até achei que não iria gostar por ver tanta gente reclamar de como a Lucy constrói a narrativa. Porém, me surpreendeu e em poucos dias eu terminei a leitura de tão imersa eu estava. Contudo, três coisas me chamaram atenção: Escrita, personagens e o final.

Lucy Foley arrasa na escrita

Eu amo quando as histórias de suspense deixam meu coração acelerado e tenso com as cenas. É como se eu tivesse ali, sendo a protagonista e em O apartamento de Paris é exatamente isso que senti.

Lucy tem uma escrita muito fluída e envolvente. Eu conseguia me conectar com os personagens, sentir as emoções, foi difícil largar porque parecia que eu estava na história. Outra coisa que me chamou atenção neste tópico, é porque eu não gosto de livros com muito detalhes, mas aqui a autora traz na medida e deixa a história rica, mas não cansativa.

Vários pontos de vista

É aqui que começa a construção dos personagens. O livro é narrado pelo ponto de vista da maioria dos personagens, que são divididos em capítulos. Pode parecer confuso, mas para uma história de suspense e mistério fez toda a diferença. Deu para conhecer bem cada um deles e fazer várias teorias.

Bom, a protagonista é Jess, mas a história é construída através do  sumiço de Ben e conforme os personagens vão contando seus momentos com Ben já dá para montarmos um pouco de ideia de como é o personagem. Eu não fui muito com a cara dele, um personagem bem intrometido. Por outro lado, eu adorei a Jess, inteligentee  destemida. O melhor é que ela não precisou fazer par com ninguém.

Outras personagens que eu gostei da Construção foi a Mimi e a Sophie. O Nick por outro lado, coitado… merecia um desenvolvimento melhorzinho, mas tá bom.

+ Confira também: 10 THRILLERS ESCRITOS POR MULHERES DA EDITORA INTRÍNSECA

O grande final

Como disse no iníco da resenha, o final foi umas das coisas que me conquistou. Não tinha imaginado daquela forma, me pegou de surpresa e gostou muito da resolução. Só senti que ficou um pouco corrido os desfechos de alguns dos personagens. Entretanto, o fim do mistério serve muito bem para o você ficar agitado e comemorar.

O apartamento de Paris é um thriller bom, ótimo para quem está começando no gênero e gosta de brincar de detetive durante a leitura. Lucy Foley promete e entrega tudo!

Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI