...
Leia mais sobre Bridgerton (3ª tem)

Depois de 1 mês de espera, Bridgerton (3ª tem) realmente traz uma montanha-russa de emoção com seus quatro episódios. Aliás, a segunda parte chegou à Netflix para aplacar a ansiedade dos fãs. Mas, será que vale a pena? Então venha ver mais de Bridgerton (3ª tem)?!

 

PS: ALERTA DE SPOILER!

VAMOS FALAR DE POLIN?!

Não perca mais de Bridgerton (3ª tem)

E que aventura! Aliás, o casal de Bridgerton (3ª tem) foi uma verdadeira montanha-russa de emoções. Eles conquistam a audiência com seus erros e acertos, momentos de puro romance e discussões. Mas, entregam uma das melhores químicas e desenvolvimentos dessa série. Ambos são totalmente críveis enquanto o novo casal decide manter vivas suas necessidades e desejos individuais enquanto lutam para lidar com eles . Para Colin, é aprender a proteger a caneta, o que o faz se sentir seguro, e para Pen, é conciliar o dano que ele usou como Whistledown.

Falando no pseudônimo, a teia de segredos em que a protagonista da temporada se vê gera momentos de tensão e uma história que prende até o último segundo, ainda que vários pontos dessa jornada já fossem esperados.

ELOISE E A HISTÓRIA DE FRANCESCA:

Em meio a reviravoltas entre os dois personagens, e também entre Penelope e Eloise, em torno de Lady Whistledown, a história se encaminha para um final satisfatório. Relembrando que a amizade vence qualquer coisa e ajuda em momentos de tensão.

Agora, falando em polêmica, algumas mudanças em relação aos livros escritos por Julia Quinn já estão dividindo as opiniões dos fãs, especialmente em relação à trajetória de Francesca. Mas, devo dizer que seu encerramento nesta temporada é linda, com direito a emoção a todo momento. Tanto que teremos sua nova temporada em 2026.

Veja tudo sobre a série Bridgerton (3ª tem)

HISTÓRIAS PARALELAS:

As outras histórias seguem paralelamente a isso, algumas com maior sucesso que outras. O amado casal Kate e Anthony, por exemplo, ainda rouba cena, ainda que tenha menos tempo de tela do que mereça.

Outra história que tem tudo para dar o que falar é a de Benedict, mesmo que, na primeira parte da temporada, sua trama não parecia dizer tanto a que veio. Novos acontecimentos questionam de forma interessante o modo que o personagem vê o mundo, preparando-o para um futuro destaque maior na série, ainda que os meios para isso possam causar polêmica.

E A PRODUÇÃO?

E por falar em bailes, a produção continua impecável, ainda que a licença poética tomada na maquiagem e no figurino – que não são tão condizentes com a época histórica – possam causar um estranhamento ainda maior em parte do público.  Nas danças, belas versões instrumentais de hits como “You Belong With Me”, de Taylor Swift, e “Yellow”, do Coldplay embalam os casais.

VALE A PENA TER AS DUAS PARTES?

Depende muito de cada espectador, mas vale a pena pela emoção da espera. Essa divisão, por mais que seja irritante, é ótima pela ansiedade e animação em ver mais sobre a produção. Porém, não acho que deva ser um recurso que merece ser utilizado sempre. Talvez, depende de cada produção. Contudo, Bridgerton (3ª tem) continua entregando o que a produção sempre entregou: fofocas, romantismo e muita emoção.

Veja também- Guia Completo para maratonar Bridgerton na Netflix

Livros para o Dia do Orgulho LGBTQUIAPN+ Filmes de romance icônicos na MAX Filmes de romance com Glen Powell Lista com todos os filmes com Barry Keoghan Fantasias que são volume único Doze indicações da Intrínseca para o Dia do Orgulho Geek Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias