Jane Austen foi uma escritora talentosíssima que deixou muitas obras que perpetuam no mundo literário. Orgulho e preconceito, Emma e Razão e sensibilidade são alguns dos exemplos de obras da autora que marcou uma geração e até hoje ganham notoriedade na mídia com adaptações. Entretanto, Jane Austen também deixou muitas histórias inacabadas, como por exemplo: The Watson e Sanditon. A primeira foi finalizada por sua sobrinha, já Sanditon foi ganhando vários finais ao longo dos anos. Mas aqui, vamos falar especificamente da adaptação de Sanditon.

Sanditon: Livro x Série

A sinopse do livro original apresenta Sanditon como um romance que se passa em uma cidade litorânea durante um período de mudanças sociais. No livro, Austen escreveu apenas 11 capítulos e menos de 100 páginas.  É tudo introdução e apresentação dos personagens. Ou seja, muita coisa da adaptação foi criada do zero para a série. A penas a primeira temporada tem um pouco mais de identidade do livro e os personagens em si.

Agora falando da série, Andrew Davies foi responsável pelo roteiro (também assina House of Cards e muitas outras series). São 3 temporadas com 6 episódios cada e duração de 1 hora.

Mas o que eu achei de Sanditon?

Eu consegui ler o livro e assistir toda a série. Vou falar individualmente de cada uma das temporadas pois elas acabam mudando rumo da primeira para segundo. Ou seja, alerta de spoiler a partir daqui!

  • 1ª temporada

Comecei a assistir por acaso a primeira temporada e simplesmente me apaixonei. Nem é tão difícil se apaixonar quando temos Theo James no elenco como nosso protagonista. Mas vamos lá! Na primeira temporada vamos conhecer Sanditon, um resort à beira-mar à beira que está passando por modernização e seus habitantes estão um pouco desconfiados com essas mudanças.

Aqui também somos apresentados aos personagens criados originalmente por Jane Austen. São eles: a família Parker, Lady Denham e a protagonista Charlotte Heywood. A trama se desenvolve depois que Charlotte, vivida por Rose Williams, é convidada por Tom Parker a passar uma temporada em Sanditon. A jovem não é nada convencional, tem o espírito livre e quer experimentar cada pedacinho do lugar.

Por outro lado, Charlotte é uma jovem apaixonante, delicada e muito educada. Fácil de ser adorada pelas pessoas. Contudo, detesta  ser contraria. E aí entra Sidney Parker, o irmão mais novo de Tom Parker, na sua vida. Um haters to lover de época.

 

  • 2ª temporada

Como avisei anteriormente, tem spoiler!

A segunda temporada me pegou um pouco de surpresa. Theo James deixou o elenco por motivos pessoais e ficou aquele vazio de quem iria ser o par romântico da protagonista. A série já possuía outros personagens que poderiam servir, mas alguns deles também acabaram deixando o elenco. Eu até acreditei que não teria continuação, mas teve e foi de grande surpresa.

Nessa segunda fase de Sanditon, temos uma história nova praticamente. Apenas o núcleo principal (exceto Sidney) permaneceu na série. Com isto, o roteirista teve criar outros personagens para continuar narrando as histórias dos habitantes de Sanditon.

A série começa nove meses depois do fim da primeira temporada e é quando descobrimos o que aconteceu com Sidney. Charlotte está de volta e tentando digerir o que aconteceu em sua vida. Porém, ela está disposta a aproveitar a temporada de festas e conhecer novas pessoas.

+ Leia também: Séries para quem está com saudades de Bridgerton

Nesta temporad temos um desenvolvimento bem legal da Georgiana Lambe, amiga da Charlotte, que está determinada a encontrar o amor que não pense apenas na sua herança. Também conhecemos a família Colbourne e no caso Alexander Colbourne passa a ser um dos possíveis pretendentes de Charlotte.

(Ironicamente, ou não, Alexander Colbourne é interpretado por Ben Lloyd-Hughes que também atuou na trilogia Divergente ao lado de Theo James.)

A segunda temporada volta a ter dramas diversos, desde romances bobos e gostosos até assuntos mais sérios, como escravidão. Essa temporada me surpreendeu, como ela não tinha mais um livro para se guiar conseguiu ser bem independente e se adaptar com as mudanças do elenco. Além disso, conseguiu explorar temas importantes que provavelmente na época não teriam visibilidade.

  •  3ª temporada

Aqui fiquei triste. Não, a temporada não é ruim. Pega muito bem o gancho do fim da segunda e aí sim conseguimos ter uma continuação. Porém, ficou tudo muito corrido. Alguns personagens foram apagados, outras histórias que poderiam se desenvolver ficaram de lado, incluindo a história da Charlotte.

A sinopse da terceira e última temporada de Sanditon é a seguinte: Charlotte retorna para um Sanditon noiva para o aniversário de 21 anos de Georgiana e, enquanto uma festa luxuosa o aguarda, um estranho reencontro entre Charlotte e Alexander Colbourne levanta velhos sentimentos e novas questões.

Nesta temporada eu senti que tem dois temas principais: Primeiro o racismo que Geogiana sofre e a autodescoberta de Arthur Parker. Ambos os temas são trabalhados com certo destaque e desenvolvimento. Achei bem escrito e com cenas de deixar qualquer um indignado e reflexível. Gostei muito.

Fim do spoiler

Sanditon é uma série deliciosa, perfeita para maratonar! A protagonista não é tão cativante assim para quem assiste, achei um pouco apagada não achei que ela cresceu ao longo das temporadas. Por outro lado, os personagens secundários foram delícias de acompanhar e ver a evolução deles.

No geral, a primeira temporada é totalmente diferente das demais, mas ainda assim é minha favorita. Acho que se tudo tivesse dado certo teriamos uma adaptação 100/100 porque a química do casal era tudo.

Vale apena assistir? Sem dúvidas! Garanto que não vai se arrepender.

FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso