...
Lançafa pela HaperCollins, veja "Vozes Amarelas", de Monge Han

Com uma arte simplesmente única e que traz reflexões importantes, vamos falar mais da graffic novel, “Vozes Amarelas”, de Monge Han. Aliás, a obra retrata várias perspectivas de diversas pessoas amarelas e como as palavras podem machucar mais do que qualquer outra coisa. Além de falar de ancestralidade e a construção de identidade. Portanto, vamos falar de “Vozes Amarelas”, de Monge Han:

Veja também- Histórias e o crescimento das Webcomics com Monge Han

Falando sobre amarelitude:

De fato, “Vozes Amarelas” trata sobre a realidade de diversas pessoas amarelas brasileiras, desde suas origens até convivências. Principalmente, para fugir da história asiática nipocentrada no Brasil. Lançada pela HarperCollins Brasil, Monge Han traz muito das vivências de famílias com ascendência coreana, resgatando um pouco da história no Brasil e também mostrando a sua cultura.

Mesmo que tenha um assunto sensível como o preconceito, não é um livro pesado, já que tudo é retratado de uma forma leve e sentimental. Mas, também é comentado sobre ancestralidade, orgulho de ser como é, e a construção de identidade. Porque, mesmo estando em um novo lugar, podemos guardar lembranças do nosso passado.

Diversas perspectiva em uma arte única:

Veja tudo sobre "Vozes Amarelas", de Monge Han

Através dos quadrinhos, Monge Han consegue nos contar experiências e sentimentos que, muitas vezes, achamos que são incomunicáveis tamanha profundidade e complexidade. Isto se deve não só à sua forma de narrativa leve e envolvente, mas também à sua arte de encher os olhos e o coração. Sem contar que o autor consegue nos emocionar e nos transmitir os anseios, desafios e resiliência dos personagens de suas histórias.

Vale destacar aqui a história do jovem que se descobre enquanto garoto gay e racializado, trazendo luz a um debate importante sobre a intersecção de raça e sexualidade. Isso nos causa muita reflexão própria e traz um olhar humano. Ou seja, uma conversa sobre visibilidade.

Vale a pena ler a graffic novel “Vozes Amarelas”?

Claro que vale! Monge Han nesse livro consegue contar com leveza, sensibilidade, e de forma belíssimamente ilustrada. A edição capa dura tem o acabamento impecável, páginas super bonitas e ótima resolução, além da capa com verniz localizado. Mas, acima de tudo, vem com histórias de pessoas reais , lutas e dificuldades. E também, relatos de esperança e orgulho.

Não perca também-Conheça Webcomics famosas que viraram Livros físicos

Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI