...
Resenha do livro Os Caçadores do coração perdido

Lançado pela Editora Paralela, Os Caçadores do coração perdido veio com uma proposta leve e divertida para a narrativa. Aliás, Jo Segura trouxe alguns fatos históricos e cenas dignas de calor. Mas, realmente é bom? Vamos descobrir mais sobre Os Caçadores do coração perdido:

Veja também- Os Caçadores do coração perdido: Arqueólogos rivais e romance

Personagens engraçados e marcantes:

Veja a resenha de Os Caçadores do coração perdido

Corrie Mejía é basicamente a Lara Croft. A única diferença é que no mundo de arqueologia todo já ouviu falar dela em algum momento. Seja no momento que ela lutou contra um tigre, construiu um bote com suas próprias mãos ou enganou um bandido para tomar uma relíquia dele. Porém, também por conta dessa sua ideia de não dar ouvidos a nada ou a ninguém, também a fez perder muitas coisas. Mas, tudo muda quando é convidada para participar da escavação de Chimalli, de quem ela tem certeza que é descendente.

As tensões do passado vêm à tona ao mesmo tempo em que percebem que os sentimentos de anos atrás estão mais vivos e fortes que nunca. E a dinâmica entre eles é uma verdadeira delícia. Como o livro alterna o ponto de vista dos dois, nós podemos ver exatamente o que eles pensam um pelo outro. Apesar de toda animosidade, eles são bem loucos um pelo outro.

Uma construção entre a tensão e desejo:

A construção da tensão entre os protagonistas é interessante de acompanhar, mas o conflito final e a descoberta do “vilão” foi um pouco corrida, o que talvez tenha impactado na minha percepção do acerto entre a Corrie e o Ford. Pelo que ele fez com ela no passado e em tudo que envolve a escavação em que estão ele merecia ter sofrido mais pra reconquistar a confiança dela.

É inegável que a Corrie é infinitamente mais inteligente e esperta que todos ao seu redor, e a Jo Segura conseguiu retratar muito bem o quão tóxico e machista é o ambiente acadêmico onde na maioria das vezes as mulheres precisam trabalhar infinitas vezes mais para provar o seu valor. É interessante observar o esforço da autora em fundamentar a obra na área de atuação dos protagonistas, mostrando aspectos importantes do trabalho de arqueólogos, ainda que não tenha entrado em detalhes no tema específico da investigação.

Vale a pena ler Caçadores do coração perdido ?

Com toda a certeza, Jo Segura fez um trabalho maravilhoso com essa história. Tanto no desenvolvimento dos personagens como da própria história, com fatos históricos. Além disso, Os Caçadores do coração perdido é leve, engraçado, despretensioso, com romance e cenas quentes. De fato, uma leitura para quem busca diversão e despretensão.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Livros para o Dia do Orgulho LGBTQUIAPN+ Filmes de romance icônicos na MAX Filmes de romance com Glen Powell Lista com todos os filmes com Barry Keoghan Fantasias que são volume único Doze indicações da Intrínseca para o Dia do Orgulho Geek Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias