...
Não perca o lançamento de "Toda luz que não podemos ver"

Adaptado para o formato de minissérie, a obra “Toda luz que não podemos ver” estreia agora nesta quinta-feira (02/11) na Netflix. Aliás, a adaptação conta com Aria Mia Loberti e Louis Hofmann nos papéis principais e com outros nomes de peso, como Mark Ruffalo, Hugh Laurie, Lars Eidinger e Marion Bailey. Sem contar que o livro homônimo foi vencedor do prêmio Pulitzer e da Medalha Andrew Carnegie de Excelência em Ficção. Mas, vamos falar com calma de “Toda luz que não podemos ver”:

Leia também- Toda Luz que não podemos ver: Vem aí a nova minissérie da Netflix

Sinopse:

Veja o lançamento da adaptação da Netflix de "Toda luz que não podemos ver"Marie-Laure vive em Paris, perto do Museu de História Natural, onde seu pai é o chaveiro responsável por cuidar de milhares de fechaduras. Quando a menina fica cega, aos seis anos, o pai constrói uma maquete em miniatura do bairro onde moram para que ela seja capaz de memorizar os caminhos. Na ocupação nazista em Paris, pai e filha fogem para a cidade de Saint-Malo e levam consigo o que talvez seja o mais valioso tesouro do museu.

Em uma região de minas na Alemanha, o órfão Werner cresce com a irmã mais nova, encantado pelo rádio que certo dia encontram em uma pilha de lixo. Com a prática, acaba se tornando especialista no aparelho, talento que lhe vale uma vaga em uma escola nazista. Logo depois, uma missão especial: descobrir a fonte das transmissões de rádio responsáveis pela chegada dos Aliados na Normandia. Cada vez mais consciente dos custos humanos de seu trabalho, o rapaz é enviado então para Saint-Malo, onde seu caminho cruza o de Marie-Laure, enquanto ambos tentam sobreviver à Segunda Guerra Mundial.

Quem é o autor?

Anthony Doerr foi finalista do National Book Awards em 2014 com Toda luz que não podemos ver, seu segundo romance publicado. Best-seller do The New York Times, o livro foi eleito um dos melhores do ano por veículos como The GuardianEntertainment Weekly Kirkus Reviews. Formado em história, Doerr é também autor premiado de dois livros de contos e um de memórias. Criado em Cleveland, atualmente mora em Boise, Idaho, com a esposa e dois filhos.

Mas, o que esperar de “Toda luz que não podemos ver” ?

Se a minissérie seguir a mesma linha do livro, teremos uma história arrebatadora contada de forma fascinante. Lançada pela Editora intrínseca, o romance vem com o foco na trágica experiência de dois jovens que buscam sobreviver aos horrores da guerra sem cair no sentimentalismo. Aliás, “Toda luz que não podemos ver” é um fenômeno literário desde o lançamento e já ultrapassou a marca de 1 milhão de exemplares vendidos, além de ter sido o segundo livro a ficar mais tempo na lista de mais vendidos da Publishers Weekly em 2014. E o trabalho de Anthony Doerr como ficcionista já foi laureado com quatro O. Henry Prizes — uma das mais prestigiadas premiações norte-americanas para contos literários. Talvez, teremos uma excelente produção no catálogo.

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO