...

Vencedor do Booker Prize de 2022, “As sete luas de Maali Almeida” se passa entre os vivos e os mortos durante a guerra civil no Sri Lanka. Aliás, o universo exuberante de Shehan Karunatilaka, lançado pela Editora Record, satiriza a realidade política de seu país e traz reflexões surpreendentes sobre as mais profundas questões humanas. Portanto, conheça mais de “As sete luas de Maali Almeida”:

Veja também- Conheça os livros de Alexandre de Castro Gomes

Sinopse:

Veja mais de "As sete luas de Maali Almeida"Colombo, Sri Lanka, 1990. Maali Almeida descobre da pior maneira possível que existe vida após a morte: ele acorda no Interstício, um lugar cheio de almas confusas e perdidas. Nessa espécie de purgatório, ele descobre que foi assassinado e que seu corpo desmembrado está afundando no Lago Beira, mas não faz ideia de quem o matou. Numa época em que o acerto de contas é feito por esquadrões da morte, capangas e homens-bombas, a lista de suspeitos é enorme.

Maali era fotógrafo de guerra, viciado em apostas e, apesar de ter se relacionado com muitos homens, nunca se assumiu gay. Antes de morrer, ele tirou fotos que poderiam abalar o seu país e as guardou em envelopes, cada um representado por uma carta de baralho. Para que a morte dele não seja em vão, ele precisa entrar em contato com as pessoas que ama, guiá-las até o esconderijo das fotografias e dar sua cartada final. Só tem um problema: se ele quiser ir para a Luz, precisa fazer isso antes da sétima lua.

Quem é o autor?

Shehan Karunatilaka nasceu em Galle, Sri Lanka. Cresceu na cidade de Colombo, estudou na Nova Zelândia e trabalhou em vários países, como Cingapura, Reino Unido, Austrália e Holanda. Ganhou destaque na literatura mundial com o seu romance de estreia, Chinaman: The Legend of Pradeep Mathew, vencedor do Commonwealth Book Prize de 2012, e é autor de três livros infantis.

Shehan também escreveu peças de teatro, roteiros para a TV, relatos de viagem e músicas de rock, e publicou artigos nas revistas Rolling StoneGQ e National Geographic. Ele mora atualmente no Sri Lanka. As sete luas de Maali Almeida é o seu segundo romance e vencedor do Booker Prize de 2022.

Será que “As sete luas de Maali Almeida” é bom?

De fato, teremos um romance cheio de fantasia e realidade. Afinal, Shehan Karunatilaka, um dos autores mais proeminentes do Sri Lanka, usa seu humor mordaz e transforma os leitores em testemunhas da brutalidade da guerra civil no país. Ao vagarmos com Maali pelo além, somos confrontados com verdades perturbadoras sobre a vida e a morte. Ou seja, mexe com nosso imaginário e nos leva a questionar várias situações. Enquanto que seu país enfrenta sua maior crise, um escritor produz um de seus maiores romances, um livro maravilhoso sobre o Sri Lanka, a amizade, o luto e a vida após a morte. Por isso, é melhor se preparar para várias emoções.

Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI