Vamos falar de clássico da TV, A lagoa Azul

#TBT GEEK de A lagoa Azul

Se você está ligado nos filmes mais famosos dos anos 80, é bem provável que já tenha visto Brooke Shields e Christopher Atkins nadando pelados em plena Sessão da Tarde. Na época em que passava na televisão, “A Lagoa Azul” já não era exatamente novo. A história clássica do cinema está completando este ano seu 41º aniversário. Como aquele tio que adora relembrar nossas histórias de infância, resolvemos homenagear esse queridinho da TV.

Tudo começa com dois primos ingleses Richard e Emmeline que sobrevivem a um naufrágio no Oceano Pacífico. Após ficarem à deriva por várias horas, eles vão para uma ilha deserta. Com o tempo, ambos se tornam adolescentes e vivem em uma cabana que eles mesmos construíram. Neste período novas emoções influenciam o relacionamento deles, descobrindo, eventualmente, o amor.

Por que tão famoso?!

Através da adaptação de um livro homônimo, A Lagoa Azul teve versões anteriores, continuações e até releitura, mas nenhum dos outros longas repercutiram tanto quanto o de 1980. Afinal, foram diversos elementos que tornaram uma simples história um icônico romance. Para começar, a química entre os dois protagonistas, que era profunda, mas planejada. O diretor Randal Kleiser já revelou que colocou uma foto de Brooke na cama de Christopher, nos bastidores, para que os atores se apaixonassem de verdade. E olha que deu certo essa jogada, já que eles viveram um romance durante as gravações. No entanto, nada “muito sério” ou duradouro.

Por ser um filme da década de 1980, mostrando dois adolescentes em uma praia, muitos pais deixaram que os filhos vissem A Lagoa Azul sem maiores preocupações. Porém, a trama fala sobre a descoberta do próprio corpo e do sexo. Se, para muita gente, a produção marcou um primeiro contato com a nudez, essa questão gerou muito debate por causa das cenas de Brooke Shields, na época com 14 anos. A equipe do longa, no entanto, sempre alegou que usava dublês de corpo para cenas mais quentes e cobria os seios da atriz com os cabelos dela.

Tudo sobre A Lagoa Azul
A trama fala sobre a descoberta do próprio corpo e do sexo

Não dá para fugir deste argumento: A Lagoa Azul foi reprisado diversas vezes no Brasil. Em 2018, a Globo divulgou que foram 20 exibições desde a primeira transmissão oficial da Sessão da Tarde. Apenas Ghost superava o longa, com 25 reprises. Mas, é fato que a cada nova exibição, a obra volta a ser assunto nas redes sociais, atingindo novas gerações. Com o impacto do Twitter, também surgem muitos memes, o que permite outras interpretações e brincadeiras com a produção.

E a história continua:

Assim como outros filmes eternizados na cultura pop, o longa também ganhou um remake. Uma nova versão foi lançada em 2012 e foi chamada de Lagoa Azul: O Despertar. A história é basicamente a mesma, mas com uma diferença: eles estudavam juntos e, durante uma festa da turma no litoral, acabaram parando em um bote à deriva. Depois de um tempo, eles acabam chegando a uma ilha deserta e começam o romance. O sucesso não foi o mesmo, mas a existência de uma releitura reforça a importância do filme.

Versão de 2012:

Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem