Vilão não é um livro qualquer, mesmo sendo uma fantasia (e com um enredo um tanto quanto comum) ele traz uma crítica ao nosso senso de julgamento em que rotulamos o que é do bem ou mal. Este é ponto que V.E Schwab trabalha, apresentando um mundo em que vilão e herói são igualmente errados e cheios de problemas.

Sinopse: Victor e Eli, dois jovens brilhantes, arrogantes e solitários, se conheceram na Universidade de Merit e logo se deram bem. No último ano da faculdade, o interesse em comum numa pesquisa sobre adrenalina, experiências de quase morte e poderes sobrenaturais lhes oferece uma possibilidade antes inimaginável. Como por exemplo: uma pessoa, sob as condições certas, seja capaz de desenvolver habilidades extraordinárias. No entanto, quando colocam em prática essa teoria, as coisas dão muito errado.

Dez anos depois, Victor foge da prisão, determinado a encontrar seu antigo amigo ― agora inimigo. Para localizá-lo, ele conta com a ajuda de uma garotinha, Sydney, cuja natureza reservada esconde uma habilidade sem igual, mas extremamente perigosa. Enquanto isso, há dez anos Eli tem uma única missão: erradicar todas as pessoas ExtraOrdinárias que encontra, pois são todas aberrações, afrontas a Deus ― exceto sua ajudante, Serena, uma mulher enigmática e persuasiva, capaz de impor sua vontade a qualquer um.

De uma história comum para um universo incrível

No início da história eu tive um certo problema para me envolver com o que estava sendo apresentado. Como falei no início, pode parecer uma história um pouco batida sobre pessoas com super poderes, entretanto, é porque eu ainda não tinha achado o quê de diferente a história iria me apresentar.

Contudo, conforme eu ia avançando na leitura ela foi se transformando e crescendo, com isto fui me sentindo parte de todo aquele universo criado pela autora. Mas isso só foi possível por conta da escrita envolvente que a V.E Schwab tem. Para vocês terem uma ideia ela mistura os capítulos entre o presente e o passado de forma tão dinâmica e envolvente que você não se sente perdido na enxurrada de informação. Ela te leva junto com a história e você consegue enxergar direitinho tudo que está ali.

Conclusão

O que eu mais amei no livro foi a forma que a autora escreveu a trajetória dos personagens. Ela cresce com eles ao longo do livro. É muito satisfatório notar que você está conseguindo acompanhar a linha de raciocínio de Victor e Eli, isso me fez sentir parte de todo universo, uma telespectadora que estava ali acompanhando do lado deles.

O final é algo surpreendente, na verdade quando você chega nos últimos capítulos é simplesmente impossível largar. A história ganha uma velocidade, um troca troca de informações que é surto atrás de surto. Fora isso a última cena sem dúvidas me fez suspirar aliviada e ao mesmo tempo curiosa pelo que vai acontecer no próximo.

 

Gostou? Compre Vilão na Amazon!

FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso