Na tão aguardada sequência de Procura-se um Namorado, de Alexis Calling, em Esse é pra casar vamos descobrir o que aconteceu depois que Luc e Oliver resolveram ficar juntos.

Relembrando a história

Em Procura-se um Namorado nós conhecemos Luc e Oliver, esse querido casal que começou um namoro de mentirinha para enganar a mídia após uma foto comprometedora parar nos tabloides britânicos e acabaram se apaixonando de verdade (quem nunca?). 

Agora que as coisas se resolveram – mais ou menos! – nós temos de volta esses dois com novos conflitos em relação ao coração.

+ Confira a resenha completa do primeiro livro

Esse é pra casar!

Sinopse: Luc e Oliver descobriram que podiam até não ser perfeitos, mas eram perfeitos um para o outro. Só que… casais perfeitos devem se casar, certo? Pelo menos é o que parece, a julgar pelo seu grupo de amigos.

O que Luc não sabe é que chegar ao altar não é tão simples quanto parece, principalmente quando envolve o filho instável de ex-estrelas do rock e um advogado certinho e perfeccionista. Mas Luc e Oliver se amam, e isso é tudo que importa, não é? E então o que poderia dar errado?

Essa sequência traz Luc lidando com as fases e desafios da vida adulta. Ao mesmo tempo que vive em uma realidade bem mais agradável ao lado do homem que ama, se sentindo bem em um trabalho não tão bom assim, vivendo a melhor fase de seus amigos. No entanto, uma chave parece girar na sua mente quando ele perceber que todos estão se casando – até mesmo o seu ex-namorado incrivelmente babaca. 

Esse é Pra Casar é dividido em 5 partes. Nas três primeiras são contadas histórias de diferentes personagens secundários se casando. A escolha da autora em mostrar primeiro o casamento de três outros casais de personagens que aparentemente não tinham tanto peso pra narrativa antes de mostrar o casamento dos protagonistas foi bem interessante. 

Outro detalhe foi perceber as diferentes formas com que cada um lida com o seu próprio casamento, desde o planejamento até o modo como as pessoas ao seu redor lidam com as uniões. 

As duas partes seguintes do livro foram focadas no próprio casamento dos personagens principais e também foi bem legal ver os detalhes de um casamento LGBT+ acontecendo. O preconceito, a dificuldade de ter um casamento legal foram alguns temas abordados pela autora nessa obra também. Esse detalhe foi bem sensível e humano. 

Por mais que o final deste livro seja bem fechado, gostaria de ver um pouco mais da vida desse casal. O fim do livro acabou entregando algo bem diferente do que foi imaginado. O que foi positivo, pois não foi uma leitura previsível. 

LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso AMOR E LIVROS! ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JENNA EVANS WELCH, AUTORA DE AMOR E GELATO