Veja tudo de quem foi a figura histórica que inspirou a "Rainha Charlotte"

Você sabia que a personagem da “Rainha Charlotte” é inspirada em uma figura histórica? E vamos comentar tudo a respeito dela. Aliás, a série da Netflix  se tornou um sucesso ao centrar a narrativa na monarca e seu relacionamento com Rei George III. Como a trama baseada em pessoas reais, é normal os fãs ficarem em dúvida entre o real e o fictício na nova produção. Por isso, vamos falar quem foi a figura histórica que inspirou a “Rainha Charlotte”?

Veja também- Rainha Charlotte: Primeiras impressões da nova série “Bridgerton”

Quem era a Rainha Charlotte, de verdade?

A série da Netflix é inspirada na trajetória de Sophie Charlotte de Mecklemburgo-Strelitz, considerada por alguns como a primeira rainha afrodescendente da monarquia britânica. A figura histórica nascida em 19 de maio de 1744 em Mirow, Alemanha, que era então parte do Sacro Império Romano-Germânico, de acordo com o site da família real britânica.

De fato, seu pai era um duque e sua mãe era uma princesa, assim, Charlotte já era uma princesa na Alemanha. Como mostra a obra, quando George III sucedeu ao trono em 1760, ele tinha apenas 22 anos e ainda não tinha esposa. Na época, a princesa Charlotte, de 17 anos, era uma escolha óbvia para casar com ele.

O rei anunciou ao seu conselho em julho de 1761 sua intenção de se casar e um grupo de escoltas partiu para a Alemanha. Eles foram recebidos pelo irmão de Charlotte, o atual duque, e o contrato de casamento foi assinado. Três dias de comemorações se seguiram e em 17 de agosto a princesa partiu para a Grã-Bretanha, chegando a Londres no dia 8 de setembro. Às 21h da mesma noite, seis horas após a chegada, o casamento ocorreu na Capela Real do Palácio de St James e a coroação ocorreu em 22 de setembro daquele ano.

Veja mais sobre a figura histórica que inspirou a "Rainha Charlotte"
Retrato da Rainha Charlotte por Allan Ramsay

Rainha Afrodescendente:

Diversos historiadores acreditam que ela foi a primeira figura real com ascendência africana na linhagem britânica. De acordo com uma matéria da BBC, o historiador Mario de Valdes y Cocom, especialista em diáspora africana, relatou ter encontrado fortes indícios de que Charlotte era descendente de Madragana Ben Aloandro, uma africana que foi amante do rei português Afonso III (1210-1279). Mesmo nas pinturas de Allan Ramsay, que também aparece na série, ela é retratada como uma mulher branca, mas há indícios de traços da linhagem.

Mozart se apresentou para Rainha Charlotte?

Um fato curioso é que vemos na série um pequeno Mozartse apresentando para a rainha Charlotte e isso, de fato, aconteceu! Segundo o site oficial da realeza britânica, Charlotte e George tinham um gosto especial por artistas e compositores alemães como Handel. Inclusive, o mestre de música da rainha era Johann Christian Bach, décimo primeiro filho do grande compositor Johann Sebastian Bach.

Um Mozart de oito anos se apresentou para a Rainha e foi convidado a se apresentar na celebração do quarto aniversário da ascensão do Rei em 1764. Tanto que o Opus 3 de Mozart foi dedicado à rainha quando foi publicado em 18 de janeiro de 1765.

O casal era feliz?

Leia mais da figura histórica que inspirou a "Rainha Charlotte"
Pintura de Rei George III e Rainha Charlotte

Com toda a certeza, essa é a pergunta que gera muita especulações. Mas, de maneira geral, o rei e a rainha teriam tido um casamento amoroso. O Royal Collection Trust publicou cartas que Charlotte escreveu para George, que deixam claro o quanto ela gostava dele. Mas, enquanto os dois encontravam o amor após o casamento arranjado, eles tiveram que lidar com a doença mental de George, como mostrado no universo Bridgerton.

O casal real teve um reinado marcados por disputas políticas no parlamento britânico e uma série de conflitos contra a França e os Estados Unidos que, na época, estava se tornando um país independente. Ao longo dos 57 anos de casamento, Charlotte teve ao todo 15 filhos, mas dois não viveram até a fase adulta. Porém, acima de tudo, eles mostraram que é possível quebrar algumas barreiras.

FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso