Resenha do livro "Enquanto houver limoeiros"

Diante de uma leitura intensa e cheia de aprendizados, vamos falar mais de “Enquanto houver limoeiros”, lançado pela Verus Editora. Aliás, Com maestria, Zoulfa Katouh tece muitos fios para formar uma trama crua, repleta de nuances e profundamente humana, que fará você pensar, ser arrebatado e se preparar para o impacto. Portanto, confira mais de “Enquanto houver limoeiros”:

Veja também: Conheça o livro “Enquanto houver Limoeiros”

Um contexto sobre a Revolução da Síria:

Para quem não sabe, o livro nos apresenta os bastidores da batalha que dura anos. Um grupo de estudantes incentivados pela Primavera Árabe protestam contra o governo corrupto e ditatorial de Bashar al-Assad. O governo responde violentamente e o povo, chocado, organiza mais manifestações. E então tem início a Guerra Civil Síria que perdura até os dias atuais.

Salama, a protagonista, nos conta em detalhes sobre o momento em que sua vida como estudante de medicina mudou do dia para a noite. Sem contar de sua luta para tirar sua cunhada do país, junto com seus conflitos internos. Uma coisa é acompanhar os noticiários da TV sob a ótica política, outra coisa é enxergar o conflito pelo lado daqueles que sofrem diariamente com ele. E este livro traz esta visão até nós.

Confira tudo sobre o lançamento da Verus Editora, "Enquanto houver limoeiros"

Um livro sobre amor, dor e esperança:

De fato, precisamos comentar que “Enquanto houver limoeiros” traz muito mais do que uma jornada. Afinal, tudo o que acontece vem da história da “Revolução da Síria” e mostra como pode atingir até o psicológico do ser humano. Tanto que o medo é um dos temas principais deste livro, pois vive em cada um de nós e quando estamos encurralados, isso direciona nossos pensamentos e ações. Por isso, todos os sentimentos de Samala são colocados para fora na presença de Khawf, a entidade que a acompanha a cada movimento no esforço de mantê-la segura.

Ao longo das páginas, vemos as personagens lutando pela sobrevivência, enquanto lidam com os seus desafios e perigos. Confesso que é um pouco difícil de ler, pela variedade de sentimentos que temos, em cada parte. Porém, enquanto caminhamos, a esperança se torna algo mais presente e relevante. Aliás, essa é uma das principais intenções da autora, trazer a experiência completa na leitura.

Mas é realmente bom?

Mesmo com o peso emocional, “Enquanto houver limoeiros” é uma obra extremamente necessária para entendermos mais a Revolução e suas consequências. De fato, é  história densa, intensa, angustiante, envolvente, emocionante e arrebatadora. Junto com personagens reais e uma trama tão necessária, no qual a autora nos mostra através de sua escrita primorosa de como a humanidade pode se tornar tão cruel.

FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso