...

Com a proposta de ser um livro leve e cheio de magia, “A Sociedade Supersecreta de Bruxas Rebeldes” fala sobre bruxas e família. Aliás, essa obra da Galera Record é mais do que esperamos. Mesmo não sendo extraordinária, tem tudo o que precisamos numa leitura tranquila. Portanto, veja mais de “A Sociedade Supersecreta de Bruxas Rebeldes”:

Veja também- A sociedade supersecreta de bruxas rebeldes: Romance com magia

Um pequeno contexto:

Veja tudo sobre "A Sociedade Supersecreta de Bruxas Rebeldes"

A obra é uma fantasia romântica para quem não resiste a uma leitura aconchegante com um toque de magia. Na história, Mika, uma bruxa solitária, enfim tem a oportunidade de fazer parte de uma família e encontrar um novo amor.

Simples e único:

De fato, “A Sociedade Supersecreta de Bruxas Rebeldes” funciona muito bem porque é uma história simples. Uma bruxa solitária que acaba encontrando uma família no lugar mais inesperado possível. E ainda uma família que acaba encontrando na bruxa um novo membro essencial do seu conjunto familiar.

Sangu Mandanna apresenta algo que é a definição de amor, gentileza e família, e com um bom humor que salta das páginas e arranca boas gargalhadas da gente enquanto a leitura acontece. Eu ri, chorei e me emocionei de diferentes maneiras com essa história. Não apenas pela Mika, mas por todos os personagens que a acompanham.

Personagens que adoraríamos conhecer:

Veja mais de "A Sociedade Supersecreta de Bruxas Rebeldes"

Mika é uma protagonista muito querida. Ela é o tipo de personagem “copo meio-cheio”, com solução para tudo. Mas, principalmente, com paciência para tudo. Ela cresceu sozinha e aprendeu que rejeição é o que a espera quando entrega seu coração a alguém ou alguma situação. Mas, ainda assim, é toda positiva e cheia de sorrisos para o mundo. Jamie, por outro lado, é o rabugento. Tem motivos para a personalidade dele ser como é, e é interessante quando as verdades sobre o personagem são reveladas, e quando elas encaixam no quebra-cabeça que ele representa.
Agora, os membros da Casa de Lugar Nenhum são muito queridos: Ian, Ken, Lucie, e as bruxinhas Terracotta, Altamira e Rosetta. Aliás, é uma construção familiar muito única. Ian e Ken são um casal de velhinhos apaixonados (Ian é espalhafatoso e extrovertido, cheio de drama teatral e coração de ouro, enquanto Ken é contido e racional e amoroso de uma maneira mais calma). Lucie é uma espécie de governanta, a mãezona da casa. E as bruxinhas são crianças que realmente parecem crianças, tão bem escritas e cheias de peculiaridades e detalhes únicos que roubam o nosso coração como o da Mika.

Vale a pena ler “A Sociedade Supersecreta de Bruxas Rebeldes”?

Sim, é um livro lindo. N verdade, a obra te deixa sorrindo sem perceber, faz chorar de maneira quase automática, e ele te faz sentir parte da história como só as melhores conseguem fazer. Embora não tenha sido surpreendente, o livro proporcionou uma experiência agradável e um final satisfatório. A narrativa não trouxe inovações extraordinárias, mas conseguiu cativar com uma história envolvente e personagens bem desenvolvidos.
Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO