Diante de uma história de amizade no meio do terror, veja por que você deveria ler o livro “O Exorcismo da minha melhor amiga”. Afinal,  a narrativa, lançada pela Editora Intrínseca, conta uma reflexões, referência aos anos 80, trilha sonora e um pouco de terror. A obra de Grady Hendrix segue por esses caminhos, em doses ideias, e traz um enredo bem interessante. Portanto, vamos ver mais de “O Exorcismo da minha melhor amiga”:

Um livro sobre Amizade:

Antes de tudo, uma história de amizade. Hendrix retrata como o passar dos anos transforma as relações que, em nossa inocência, acreditávamos ser para sempre. Mas também nos deixa um lembrete: algumas podem durar uma vida, sim. E, por fim, é claro que dificilmente um de nós precisará exorcizar o melhor amigo. Mas, em um plano metafórico, a questão é: quando o mundo parece pesado demais, com quem você pode contar para lidar com os seus demônios?

Atmosfera anos 80:

Se, ao ver a capa, você pensou em Stranger Things, saiba que a associação faz todo sentido. Porque, assim como a série, o livro não se contenta em apenas evocar a atmosfera dos anos 1980, mas se preocupa em recriar o contexto social da época. Tanto que cada capítulo começa com uma música, que é o tema do que vai acontecer nele. Tem alguns comentários no decorrer do livro que não são sensíveis, mas que fazem parte da sátira da época.

Assuntos levemente abordados:

Hendrix não chega a se aprofundar em nenhum assunto, mas pincela temas como machismo e retrata o falso moralismo. Também aborda o satanismo e ocultismo, então considerados os únicos causadores de inúmeros problemas do mundo. Já as questões de classe são, de certa forma, um dos pilares da história, já que a família de Abby se encontra em uma situação financeira vulnerável, enquanto todas as suas amigas vêm de famílias ricas. E o fato de ser bolsista acaba tornando Abby descartável para a escola, que parece estar muito mais preocupada com as doações do que com o bem-estar dos alunos.

“Mas dá medo?”

A minha resposta oficial é: senti mais nojo, já que o livro recorre ao horror escatológico em alguns momentos. No entanto, se você assistiu “O Exorcista”, é provável que as cenas mais clássicas do filme acabem povoando sua mente durante a leitura, consequentemente, potencializando o medo.
LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso AMOR E LIVROS! ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JENNA EVANS WELCH, AUTORA DE AMOR E GELATO