Algumas edições da entrega do Oscar tornam-se tão memoráveis quanto os indicados, apresentadores e convidados quando resolvem quebrar o protocolo da premiação. Nos seus 90 anos de existência, vale relembrar os momentos mais inusitados das cerimônias. Os momentos serão apresentados em forma cronológica.

  1. Charles Chaplin

Sem sombra de dúvidas, o maior tempo em que a plateia do Oscar aplaudiu uma pessoa foi em 1972 pelo ator e diretor Charles Chaplin. Após 20 anos fora dos EUA por problemas políticos, a lenda do cinema mudo recebeu uma estatueta pelo conjunto da obra e por sua importância na sétima arte e recebeu uma salva de palmas por 10 minutos.

  1. O discurso indígena

Em 1973 uma polêmica deu o que falar na cerimônia. O vencedor do prêmio de Melhor Ator por “O Poderoso Chefão”, Marlon Brando, não apareceu para receber a estatueta e enviou uma mulher vestida de índia em seu lugar. Em nome do ator, de origem indígena, ela leu um discurso escrito por Brando que denunciava a forma como os índios eram tratados em Hollywood e pela indústria cinematográfica. Orientada pelo ator, a representante recusou-se a receber a estatueta da Academia.

  1. O maior discurso da história

Poucos atores negros ainda tinham sido premiados com a sonhada estatueta em 1997. Cuba Gooding Jr. foi contemplado pela sua memorável atuação em “Jerry Maguire”. No filme, o ator deu vida a um esportista problemático que consegue superar as dificuldades graças ajuda do agente interpretado por Tom Cruise. Ao ser anunciado como Melhor Ator Coadjuvante, Cuba foi receber o troféu e, aos gritos, leu uma longa lista de agradecimento, que incluía a esposa, pais, amigos, vizinhos…

Resultado de imagem para Charles Chaplin oscar 1972
1972 – Charles Chaplin
  1. A emoção tomou conta

Outro que perdeu a noção em cerimônias do Oscar foi Roberto Benigni. Em 1999, o diretor surtou quando Sophia Loren anunciou que o seu longa “A Vida é Bela”, concebido e protagonizado por ele, vencera na categoria Melhor Filme Estrangeiro. Benigni andou por cima das cadeiras e de convidados e beijou desconhecidos até chegar ao palco. A cena tornou-se memorável.

  1. O beijo não técnico

No ano de 2003, Halle Berry apresentou a categoria de Melhor Ator, cujo vencedor foi o ator Adrien Brody, pelo filme “O pianista”. Assim que subiu no palco para receber o prêmio, Adrien deu um beijo inesperado na Halle. Ninguém entendeu na hora, mas todo mundo levou na brincadeira.

  1. O tombo de Jennifer Lawrence

Todos os holofotes miraram na direção de Jennifer Lawrence em 2013. A estrela, premiada com o Oscar de Melhor Atriz pelo trabalho em “O Lado Bom da Vida”, levou um tombo que também entrou para a história da cerimônia. Jennifer tropeçou no próprio vestido e caiu quando subia as escadas para receber a estatueta.

  1. Let’s take a selfie

Em 2014, a atriz e apresentadora Ellen DeGeneres fez uma selfie que foi compartilhada por 2 milhões de internautas em menos de uma hora. Nesta edição, DeGeneres distribuiu pizza para os convidados e postou uma foto no Twitter na qual aparecia ao lado de estrelas como Brad Pitt, Angelina Jolie, Bradley Cooper, Jennifer Lawrence, Lupita Nyongo´o, Meryl Streep, Channing Tatum, Kevin Spacey e Julia Roberts.

Resultado de imagem para Halle Berry oscar 2003
O beijo não técnico
  1. Discursos pela justiça

Ao receberem as estatuetas na edição passada da premiação, artistas passaram mensagens importantes para quem assistia à premiação. Patricia Arquette, indicada como Melhor Atriz Coadjuvante pelo papel de Olivia Evans, em “Boyhood – Da Infância à Juventude”, defendeu os direitos iguais entre os gêneros e foi aplaudida de pé pela plateia. “Dedico esse prêmio a todas as mulheres que deram à luz, a todos que pagam impostos, aos cidadãos deste país. Nós já lutamos pelos direitos civis de todo mundo. Está na hora de termos salários iguais de uma vez por todas e direitos iguais para as mulheres nos Estados Unidos”, discursou a atriz.

Já o cantor John Legend e o rapper Common, que dividiram o Oscar de Melhor Canção com “Glory”, pelo filme “Selma”, fizeram pronunciamento defendendo a igualdade de direitos civis para brancos e negros: “A luta por liberdade e justiça é real. Nós vivemos no país mais encarcerado do mundo. Há mais homens negros encarcerados no sistema penitenciário hoje do que havia na época da escravidão, em 1850. As pessoas estão marchando com a nossa música. Queremos que saibam que estamos com vocês. Nós vemos vocês e amamos vocês. Continuem marchando!”

FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar?