Filme Netflix O Diabo de cada dia

Longa com Tom Holland, O Diabo de cada dia

Desde que anunciado o elenco de O Diabo de Cada Dia,  já sabíamos que o filme da Netflix era um para ficar de olho. A produção reuniria alguns dos nomes mais conhecidos, e em alta em Hollywood. Esse encontro com um elenco e uma produção de peso conta  uma história que envolve personagens sinistros em uma região dos EUA marcada pelo pós-Guerra. Especialmente, é rodeada pela corrupção e a religião fortemente praticada.

O longa entrega um filme denso, cheio de reflexões e mostra que o mal está por toda parte não importa a figura que se apresente. Isso vem desde um jovem Padre, como o personagem de Robert Pattinsonou uma moça loira charmosa, interpretada pela Riley Keough . E mesmo com alguns altos e baixos, o filme  consegue cumprir o que prometeu.

Um Tom Holland fora de casa?!

Quem realmente rouba em todas as cenas, é com toda certeza Tom Holland, que ao deixar o manto do Homem-Aranha um pouco de lado. O ator traz um personagem complexo e profundo, algo  que exige muito mais dele do que o habitual. No entanto, ele  comprova suas habilidades de atuações que vão muito além do que o personagem no qual é reconhecido atualmente.

Tom Holland
Tom Holland como Arvin Russel, em ” O Diabo de cada dia”

Uma produção não tão perfeita:

Na realidade, podemos analisar que o longa é um show de atuação completo, pois se entregam para esses personagens perturbados e surreais, algo que faz a diferença na produção. Porém, pecam pelo ritmo, já que vemos sequências de eventos que demoram para se conectarem, e funcionam mais como episódios de minisérie. Mesmo que haja uma construção bem feita, é possível ver que as reviravoltas são um pouco clichês.

É claro que não podemos deixar de lado um dos principais méritos, a representação de um mundo  cheio de sujeira, calor, e pecados por toda parte. O roteiro mescla seus diversos personagens numa trama cheia de mortes, culpa, e religião e mostra que há mais por trás desses personagens que aparentam.

O Diabo de cada dia
Robert Pattinson em “O Diabo de cada dia”

A trama começa no passado, com o jovem soldado Willard Russell (Bill Skarsgård) que retorna da Guerra, e começa a formar uma família com a garçonete Charlotte (Haley Bennett). Assim, a história mostra Willard enfrentando as consequências que a Guerra trouxe para o seu psicológico e como isso influenciou sua família por anos. Dessa maneira, se inicia uma costura no filme com um vai e vem que aos poucos nos apresentam os personagens, e como eles se conectam uns com os outros. Vale ressaltar que a voz rouca de Donald Ray Pollock, que escreveu o livro e serve como narrador do filme, é sentida e dá um ar de hospitalidade sulista. Mas, também, é recheada de suspense e tensão.

Conclusão:

Com uma trama intensa, O Diabo de Cada Dia faz uma reunião de grandes nomes que entregam personagens interessantes e que possuem uma contextualização pesada e incômoda. Sendo que traz reflexões que ainda perambulam nos dias atuais. É fato que ele se apoia em pequenas grandes cenas e que tem momentos altos e baixos, durante a caminhada de mais de 2 horas. Ao mesmo tempo, é uma obra que não vai ser tão facilmente esquecida, principalmente pelo Holland.

FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar?