...

Muito mais do que brinquedos colecionáveis, é uma forma de vida, de entendimento do comportamento das pessoas. Em Making Fun, conhecemos toda trajetória da empresa Funko, uma das maiores atualmente no mercado de colecionáveis. Afinal, não é para menos. Como não se apaixonar por esses bonequinhos?

Foi pensando no slogan, “Everyone is a fan of something”, todo mundo é fã de alguma coisa, que a Funko nasceu. O fato de você poder levar para a sua casa e deixar lá na prateleira aquele personagem que você ama, é incrível.

O documentário Making Fun conta como surgiu a ideia dos bonecos, em 1998, e todo o caminho que os envolvidos passaram até chegar ao o que ela é hoje. De uma lojinha na garagem um jovem, a um prédio que pessoas do mundo inteiro querem ir visitar.

Big Boy, Betty Boop e Austin Powers
Big Boy, Betty Boop e Austin Powers foram os primeiros bonecos da Funko

Os primeiros bonecos a serem produzidos foram no formato de wacky wobbler, aqueles que as cabeças ficam balançando. Foram produzidos nesse formato o boneco de uma rede de restaurante local e a Betty Boop, o primeiro licenciado que eles tiveram. Além desses dois, também tivemos outros personagens muito conhecidos e amados. O mais engraçado é que na ideia original a Funko só iria durar 3 anos. Entretanto, quando esse tempo passou eles viram que era impossível acabar com tudo aquilo que eles haviam criado.

Everyone is a fan of something

Alguns podem pensar que é besteira essa coisa de colecionar bonecos, coisa de criança, e é justamente essa função que o documentário tem. Não importa se é coleção de bonecos da Funkos, HQs, quadros ou cds. Qualquer colecionável conta uma história não apenas dele, mas também do seu dono. Por esta razão, Making Fun apresenta depoimentos de pessoas anônimas e  famosas que tiveram as suas vidas mudadas por conta dessa “brincadeira”. Pessoas que se conheceram através de eventos nerds ou que conseguiram encarar doenças materializando aqueles personagens. Afinal, admiravam tanto que buscaram foças nessas figuras para superar algo.

Algumas personalidades muito conhecidas também dão as caras para mostrar os seus pequenos vícios por colecionáveis. Temos o guitarrista do Metallica, Elvira a rainha das trevas, lutadores de box, que por sinal são bem engraçados. Um deles conta como se sente bem ao chegar em casa e ter seu cantinho nerd o esperando. Aliás, ele tem um funko pop da fada sininho. Sem comentários para essa pessoa maravilhosa!

Não importa se é wacky wobbler, vinil, pop ou não necessariamente um produto da Funko. Em Making Fun enxergamos esse universo, se assim podemos chamar, de algo que é nosso escape da realidade e criarmos nosso cantinho, nossa personalidade, com aquilo que mais gostamos e nos sentimos bem. É chegar e olhar para os nossos colecionáveis e nos sentirmos felizes, nem precisa brincar, apenas de olhar. Aliás, Funko vem de Fun, que significa diversão, então divirta-se muito com aquilo que você mais gosta.

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO