...

Você com toda certeza já ouviu falar sobre Mary Wollstonecraft Shelley, mais conhecida por Mary Shelley, a autora de Frankenstein. Aqui vamos contar um pouco da vida da autora que ganhou o coração dos leitores de terror gótico e falar um pouco do conto A Transformação, presente no livro Mais Mortais que os Homens. Pronto?

O nascimento de um monstro!

Mary Shelley, foi uma escritora britânica, filha do filósofo William Godwin e da feminista e escritora Mary Wollstonecraft. Mesmo Mary Shelley não tendo convivido com sua mãe, que faleceu onze dias após o seu nascimento,  ela foi uma das suas grandes inspirações. Por outro lado, Godwin não era um pai presente, na verdade Shelley não se dava nada bem com a sua madrasta.

Em 1816 Mary Shelley se casou com Percy Shelley, logo após a morte misteriosa da primeira esposa do homem. Nesse mesmo ano, passam um feriado em Genebra, na Suíça. Estavam hospedados no mesmo hotel onde estava o poeta inglês Lorde Byron. Percy Shelley e Lord Byron conversavam sobre o princípio da vida e os “experimentos do Dr. Darwin” enquanto Mary acompanhava a dupla silenciosamente, porém prestando muita atenção. Foi aqui, nesse mesmo momentos que Frankenstein nasceu. A jovem na mesma noite teve um sonho e que precisou imediatamente no dia seguinte colocar em ordem tudo que havia sonhado.

Não demorou muito tempo para Frankenstein ser um sucesso, além de peça de teatro, ele virou um formato bluebook, estilo periódicos impresso de, porém com histórias góticas, mas com o foco de alcançar as pessoas mais pobres da cidade.

As histórias de Mary Shelley

Alguns de seus outros livros são: Matilda (1819), The Last Man, (1826), Perkin Warbeck (1830), Lodore (1835) e Falkner (1837), Valperga (1823), The Last Man (1926), The Fortunes of Perkin Warbeck (1830),  Lodore (1835), Falkner (1837) e The Mortal Immortal (1833).

Na maioria de suas histórias os temas como ausência da figura paterna, amor de algum familiar e até mesmo os horrores da época são bem perceptíveis. Além disso, eles repercutem de uma forma ou de outra no desenvolvimento das histórias e mostra o lado mais frágil da autora.

No conto A Transformação, presente no livro Mais Mortais que os Homens, Mary Shelley vai evoluindo com um história sombria, nos pensamentos e desesperos de um homem. Por sim, aqui temos mais um personagem masculino escrito pela autora. Além disso o conto é cheio de detalhes, mistério e mexe muito com a nossa imaginação.

Eu os convido a conhecer mais de A Transformação no livro Mais Mortais que os Homens, que além de contos da Shelley, também temos outras autoras clássicas que amavam escrever terror, mas foram “obrigadas” pela sociedade a escreverem romance.

Compre o livro na Amazon!

 

 

 

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO