...

É comum que cada ser humano já tenha visto algum filme da Disney ou DreamsWorks, que marcaram as nossas vidas. Porém, animações não precisam ser, necessariamente, infantis e/ou inspirado em contos de fadas. Eles, assim como os filmes, expressam arte e novas formas de retratar um assunto do cotidiano.

Nesse especial, mostrarei meus desenhos favoritos que são considerados diferentes e assim, iremos ter a chance de expandir nossos conhecimentos sobre o gênero e como a arte pode ser explorada. Além disso iremos falar um pouco do cinema de outros países (sim, vamos sair um de Hollywood).

  1. Contos da noite (Francês/ Diretor: Michel Ocelot)

Um rapaz, uma moça e um senhor idoso vão para um cinema antigo todas as noites para criarem suas histórias fantásticas, no qual interpretam, criam e desenham, valorizando contos, lendas e a história da humanidade.

Além de ser um filme que fala sobre a importância da arte e da história, é um prazer considerável conferir uma obra como esta, realizada na França, em que a simplicidade funciona como diferencial e a história, ainda que esquemática, ganha força ao fomentar nossa imaginação.

 

  1. O Castelo Animado (Japonês/ Diretor: Hayao Miyazaki)

Sophie é uma jovem de 18 anos que trabalha na chapelaria de seu pai. Em uma de suas raras idas à cidade ela conhece Howl, um mágico bastante sedutor, mas de caráter duvidoso. Ao confundir a relação existente entre eles, uma feiticeira lança sobre Sophie uma maldição que faz com que ela tenha 90 anos. Desesperada, foge e termina por encontrar o Castelo Animado de Howl. Escondendo sua identidade, consegue ser contratada para realizar serviços domésticos no local, se envolvendo com os demais moradores do castelo.

O filme não só mostra um mundo fantástico, mas como a importância da amizade e da união em momentos preocupantes da vida. Incluindo que o desenho foi feito pelo Studio Ghibli, um dos mais famosos estúdios de animação japonesa.

Imagem relacionada
O Castelo Animado / Gif: Chrystaline.

 

  1. Persépolis (Irã/ Diretores: Marjane Satrapi e Vincent Paronnaud)

Marjane Satrapi é uma garota iraniana de 8 anos, que sonha em se tornar uma profetisa para poder salvar o mundo. Querida pelos pais e adorada pela avó, Marjane acompanha os acontecimentos que levam à queda do xá em seu país, juntamente com seu regime brutal. Tem início a nova República Islâmica, que controla como as pessoas devem se vestir e agir. Isto faz com que Marjane seja obrigada a usar véu, o que a incentiva a se tornar uma revolucionária.

É um dos mais tocantes que já vi. Retrata a vida da diretora, Marjane, e apresenta a ascensão da ditadura no Irã, um assunto que não é muito discutido. Além da animação, a história completa pode ser lida em uma HQ de mesmo nome e que fez bastante sucesso ao redor do mundo.

 

  1. Mary e Max: uma amizade diferente (Austrália/ Diretor: Adam Elliot)

Mary Daisy Dinkle é uma menina solitária de oito anos que vive em Melbourne, na Austrália. Max Jerry Horovitz tem 44 anos e vive em Nova York. Obeso e também solitário, ele tem Síndrome de Asperger. Mesmo com tamanha distância e a diferença de idade existente entre eles, Mary e Max desenvolvem uma forte amizade, que transcorre de acordo com os altos e baixos da vida.

Confesso que sou apaixonada por desenhos em stop motions, no qual a obra toda é feito por massa. Além disso, o longa retrata sobre problemas psicológicos e físicos e como uma simples amizade pode trazer conforto.

Resultado de imagem para Mary e Max: uma amizade diferente gif
Mary e Max: uma amizade diferente / Gif: akombihippie.
  1. O menino e o mundo (Brasil/ Diretor: Alê Abreu)

Um garoto mora com o pai e a mãe, em uma pequena casa no campo. Diante da falta de trabalho, no entanto, o pai abandona o lar e parte para a cidade grande. Triste e desnorteado, o menino faz as malas, pega o trem e vai descobrir o novo mundo em que seu pai mora. Para a sua surpresa, a criança encontra uma sociedade marcada pela pobreza, exploração de trabalhadores e falta de perspectivas.

O concorrente ao Oscar de melhor animação em 2016, o filme mostra a realidade brasileira através do olhar de uma criança, incluindo que o filme é todo desenhado em giz. Ele pode parecer feliz e alegre, mas conforme ao decorrer da história, ele se transforma em triste e complexo, ajudando-nos a enfrentar o mundo real.

Um ser animado é como se fosse um ser humano, ele sente, faz, respira e age. Ele traz conceitos reais de um mundo mais lúdico, porém sempre nos dando uma lição para enfrentar os desafios da vida. A animação pode trazer alegria e sorrisos e também lágrimas e revoltas. É uma expressão artística e uma devoção a vida. Então, deixe o seu lado animado viver dentro de você.

Resultado de imagem para O menino e o mundo gif
O menino e o mundo
Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI