Do autor brasileiro Pedro Guerra, Como eu imagino você é aquele livro doce e encantador que cativa o leitor logo no primeiro capítulo.

Como eu imagino você é um romance que narra a história da jovem Helena, que vê o mundo de forma diferente por conta de uma rara doença que afeta a visão. Mesmo não enxergando nada nítido e tudo sendo apenas um borrão na sua vida, Lena, como é chamada, nunca se deixa abalar e muito menos acredita que isso pode ser um empecilho para ser uma adolescente normal como qualquer outra.

Tudo parecia estar caminhando como planejado, até que Lena começa a sonhar, todas as noites praticamente, com um rapaz lindo e simpático. Até aí nada demais, é apenas um sonho, mas as coisas ficam estranhas quando esse rapaz sai dos sonhos e vira real. Sim, ele existe e entra na vida de Lena que se percebe desesperada sem saber como lidar com o seu cara dos sonhos. Além de ter que lidar com as dificuldades que a cegueira lhe causa, ela não quer demostrar que isso é uma fraqueza, para que ninguém tenha pena dela. A deficiência é o que a transforma em uma pessoa especial.

“Sei lá, sonhos na verdade são uma loucura. Um tempo para sair do mundo real e se afogar nos detalhes que passaram despercebidos durante o dia.”

A história cativa o leitor logo no início ao mostrar a força que a personagem tem para encarar suas dificuldades devido a doença de Stargardt. Lena é um grande exemplo de que não podemos, nem devemos, nos abater com as dificuldades tão facilmente. Além dela, outros personagens são apresentados de forma que cada um tenha um papel importante como exemplo de vida e superação a ser seguida. Seja ela por engolir o orgulho e ajudar alguém, encarar os preconceitos e, principalmente, entender o real valor da amizade.

A escrita é bem sucinta e flui com o andamento da história, justamente por não ficar dando voltas e mais voltas. Com isto, não existe um grande mistério em descobrir quem é o rapaz dos sonhos de Lena, isso o leitor não vai precisar roer unhas para saber. O livro é muito mais que uma história de romance, é uma reflexão de que todos nós temos nossas deficiências e mesmo assim somos normais. Que mesmo boa parcela das pessoas sendo preconceituosas, ainda existe aquela pequena porcentagem de coração bom e é nelas que devemos acreditar para o mundo melhorar.

“O mundo é cego. Ninguém se importa com a história dos outros. Somos todos videntes para aquilo que nos importa e só isso.”

O livro é lindo, maravilhoso, mas como nada é perfeito, o final acaba deixando a desejar. Além de ser fraco, os acontecimentos dos últimos capítulos acontecem de forma corrida sem deixar o leitor digerir ou entender o que está acontecendo.

Um outro ponto que gostaria de destacar é a capa maravilhosa que retrata muito bem a personagem de Lena. O degradê do roxo para o rosa também está um amor, e mais uma vez combinando com a história. Nada parece que foi feito por acaso, tudo tem uma razão. Fora os detalhes que surgem durante a leitura com desenho de elementos que aparecem na narrativa. A editora Gutemberg arrasou na edição.

Como eu imagino você é um romance que vai muito além de um casal que se ama. É uma história de força, coragem e lição de vida. Todo mundo deveria ler e refletir sobre suas atitudes e de sua própria realidade.

Disponível na Amazon

Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem