Não perca a crítica do filme da Netflix "Amor à Primeira Vista"

Sendo a história sobre amor e destino, na Netflix, vamos falar tudo sobre o lançamento do filme “Amor à Primeira Vista”. Aliás, a obra conta com um casal com desenvolvimento incrível e cheio de lições para nos entregar. Inclusive, mostra que tudo pode acontecer, diante de uma decisão. Portanto, vamos falar de “Amor à Primeira Vista”:

Veja também- Comédias românticas que retratam um romance proibido

Qual é o enredo de “Amor à primeira vista”?

Inspirado no livro “A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista”, de Jennifer E. Smith, o filme é conduzido por uma narradora-personagem que conta a história de como os caminhos de Hadley (Haley Lu Richardson) e Oliver (Ben Hardy) se cruzaram. E quase que magicamente no aeroporto, e como essas 8h que eles passaram juntos seriam decisivas para o futuro dos dois. A menina estava indo dos EUA para Londres, onde seu pai iria se casar novamente, enquanto o rapaz, britânico, estava voltando para casa, onde um nada convencional evento de família ocorreria. Então, por obra do destino, eles acabaram passando um voo juntos e eventualmente se apaixonaram, mesmo que não admitam inicialmente.

Um romance marcante logo de cara:

Veja tudo sobre o filme "Amor à Primeira Vista"

De fato, o mais interessante dessa proposta é que em menos de 20 minutos de filme, o casal já exala tanta química que o espectador se vê embarcado e torcendo pelo romance dos dois. Afinal é uma construção de personagens muito bem feita, porque insere o público nos “encontros” deles como observador, despertando a curiosidade para saber mais sobre eles.

E isso é amplificado pelas intervenções da narradora, interpretada pela competente Jameela Jamil, que aparece ao longo da trama como diferentes personagens e costuma quebrar a quarta parede, falando ao público como se fosse uma fofoca recém-saída do forno. Sem contar que ela também traz dados e estatísticas o tempo inteiro sobre as mais diversas situações, é incrível.

A evolução de uma comédia romantica:

A direção de Vanessa Caswill, já famosa nas produções da BBC, foge do convencional ao evitar os planos clássicos das comédias românticas. Apesar de se render a alguns em certos momentos, o que traz ao filme uma condução muito agradável de se assistir. A trama conta com momentos não lineares, sempre em prol de desenvolver melhor seu casal principal. Só que o seu maior mérito é mesmo o roteiro. Ele não tem problemas em assumir clichés e os usa para construir um história emocionante que aquece o coração para tentar reestabelecer sua fé no amor.

E como o texto e a direção são muito bons, isso já garante uns 70% do sucesso deste filme. Com a trilha sonora escolhida a dedo para amplificar a sensação de “calorzinho no coração”, chega a uns 75%. Ou seja, a chance de escorregar ficaria a cargo do elenco. E olha, eles impressionam também. Apesar de já estar perto dos 30, Haley Lu Richardson passa tranquilamente como uma jovem recém-saída da adolescência, com 20 anos. Junto com uma lista de filmes românticos, como no “A Cinco Passos de Você (2019)”, a atriz sabe exatamente como interpretar a mocinha em dúvidas do próprio futuro.

Mas, ela esbanja química com Ben Hardy, que tem uma carreira recente, mas com alguns projetos bem variados, como X-Men: Apocalipse (2016) e Bohemian Rhapsody (2018). Com 32 anos, o ator também consegue convencer como um jovem de 22 anos que baseia sua vida nas estatísticas de sua graduação em matemática. Contudo, assumir uma personalidade tímida de um nerdzinho apaixonado é incrível. Juntos, eles formam um casal fantástico e instigante.

Uma lição importante…

Confira tudo da crítica de "Amor à Primeira Vista"

Além disso, mesmo não sendo um filme sobre amor, o longa faz alguns questionamentos bem sutis sobre o que é amar. Também, como uma decisão simples, como a de carregar ou não um telefone celular pode influenciar diretamente todo seu futuro. Uma das reflexões mais interessantes é sobre o uso do amor na sociedade. Em dado momento da história, é mostrado que as pessoas remetem ao amor em despedidas assustadoramente mais do que em começos ou recomeços.

Em meio a essa paixão crescente e praticamente impossível, as questões pessoais da dupla entram em jogo, fazendo com que eles precisem se resolver com suas famílias ou com seus conflitos internos para que o destino possa agir. Afinal, o destino só entra em ação se você deixar.

Vale a pena assistir “Amor à primeira vista”?

Com toda a certeza, entendendo com maestria a arte de contar uma boa história, “Amor à Primeira Vista” é a melhor comédia romântica do ano. Especialmente, mesclando elementos clássicos do gênero com uma proposta mais Pop, e garantindo muita emoção para quem for assistir. E como não tem uma duração muito longa (1h30 aproximadamente), é o programa ideal para quem busca um excelente filme para assistir no fim de semana.

LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso AMOR E LIVROS! ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JENNA EVANS WELCH, AUTORA DE AMOR E GELATO