Depois de uma longa jornada, fomos presenteados com o segundo livro da duologia “A Ascensão da Rainha”, “A Resistência da Rainha”. Agora, Rebecca Ross presenteia o leitor com um desfecho eletrizante para a história de Brienna MacQuinn. Incluindo que neste épico de fantasia, somos envolvidos por romance, aventura e muito mistério. Mas, será que é bom mesmo? Pensando nisso, listamos 5 motivos para ler o livro “A Resistência da Rainha”:

+ Saiba tudo da DUOLOGIA DE LIVROS “A ASCENSÃO DA RAINHA”

1.Evolução dos personagens

Como o primeiro livro nos apresentou os personagens e nos deu o início de seus relacionamentos, este decola com o vínculo entre os personagens muito mais forte e com mais significado. No caso de Brienna, possui novos desafios em sua jornada. No entanto, a personagem que cresceu muito e traz uma mulher mais sensata e corajosa do que nunca. Agora, os demais são colocados em situações mais exigentes, tanto mentalmente quanto fisicamente. Principalmente por fazer escolhas que testarão a lealdade entre as casas.

2.Contexto mais rico

De fato, a primeira obra  nos apresentou ao mundo e começou com uma história alegre sobre uma garota e seus sonhos de se tornar uma paixão. Porém, tudo se transformou em um enredo mais complexo. Afinal, temos uma nova etapa na vida de Brienna e , com ela, mudanças significativas circulam dentro de seu ambiente. Emocionalmente, este livro é uma montanha-russa em comparação com o último. Ou seja, prepare-se para fortes emoções.

3.Relações Familiares

Decerto, a melhor coisa sobre esta série são todos os personagens e seus relacionamentos. O tema da família encontrada ainda é forte ao longo deste trabalho. Tanto que temos momentos emocionantes que são impossíveis de não se identificar. Afinal, todos temos questões quando se trata desse assunto. Por mais que o livro possua tópicos sensíveis, temos uma perspectiva única e intensa.

4.Linguagem que conversa com público jovem

Se tem uma característica presente nas palavras de Rebecca Ross é a facilidade de compreensão e identificação com o enredo. Mesmo que não tenha grandes reviravoltas e plot twists, vemos uma lição muito forte de maturidade. Ainda mais, a jornada é uma saída da zona de conforto que é necessária para o público. Especialmente com as mudanças e de descobrimos quem somos.

5.Universo político e intrigante

Diante de aventuras e lições preciosas, esta sequência definitivamente traz mais da política do rescaldo de uma revolução. Na verdade, aprendemos mais sobre as casas de Maevana e seu povo. Existem algumas reviravoltas intrigantes e a ação manteve a história avançando com um ritmo consistente. Além disso, continua a se basear no tema de forjar uma família de sua própria criação, não necessariamente baseada em sangue. Dessa maneira, traz um dos aspectos mais poderosos da história. Rebecca Ross realmente trouxe um universo interessante e que nos transmite uma vontade de saber mais a respeito.

LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso AMOR E LIVROS! ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JENNA EVANS WELCH, AUTORA DE AMOR E GELATO