...
Confira 5 HQs que são baseadas em fatos reais

5 HQs que são baseadas em fatos reais

Através de um fenômeno que está voltando aos poucos, vamos apresentar 5 HQs que são baseadas em fatos reais. Afinal, podemos ver com detalhes enredos incríveis. Mesmo que o mercado seja muito volta para os heróis ou público infantil, o formato vem sendo expandido com histórias que exploram outros gêneros. Por exemplo, o suspense, humor e aventura. Além disso, fatos ou sinopses que vêm de momentos reais são um dos estilos mais frequentes. Por isso, trouxemos uma lista com 5 HQs que são baseadas em fatos reais:

Não deixe de conferir: HQs- 5 Histórias com representatividade e visibilidade

1.Persepolis ( Companhia das Letras)

Marjane Satrapi tinha apenas dez anos quando se viu obrigada a usar o véu islâmico, numa sala de aula só de meninas. Nascida numa família moderna e politizada, em 1979 ela assistiu ao início da revolução que lançou o Irã nas trevas do regime xiita. Apenas mais um capítulo nos muitos séculos de opressão do povo persa. Vinte e cinco anos depois, com os olhos da menina que foi e a consciência política à flor da pele da adulta em que se transformou, Marjane emocionou leitores de todo o mundo com essa autobiografia em quadrinhos, que só na França vendeu mais de 400 mil exemplares. Em Persépolis, o pop encontra o épico, o oriente toca o ocidente, o humor se infiltra no drama – e o Irã parece muito mais próximo do que poderíamos suspeitar.

 

2.Miss Davis ( Editora Agir)

Angela Davis é uma das maiores ativistas do nosso tempo. Especialmente, sua história de vida e sua luta pelos direitos civis nos Estados Unidos a converteram em um símbolo do movimento negro e do feminismo. Nesta incrível biografia em HQ, Sybille Titeux de la Croix — acompanhada pelos brilhantes traços de Amazing Ameziane — refaz a jornada de Miss Davis. Desde sua infância no Alabama, marcada pela segregação racial e pelos ataques da Ku Klux Klan, até sua saída da prisão em 1972, na Califórnia, após uma enorme mobilização mundial pela sua libertação. Esta é a oportunidade perfeita para leitoras e leitores conhecerem sua história.

 

3.Maus: A história de um sobrevivente (Quadrinhos na Cia)

Com toda a certeza, essa é uma das principais HQs que são baseadas em fatos reais. Maus (“rato”, em alemão) é a história de Vladek Spiegelman, judeu polonês que sobreviveu ao campo de concentração de Auschwitz, narrada por ele próprio ao filho Art. O livro é considerado um clássico contemporâneo das histórias em quadrinhos. Foi publicado em duas partes, a primeira em 1986 e a segunda em 1991.

No ano seguinte, o livro ganhou o prestigioso Prêmio Pulitzer de literatura. A obra é um sucesso estrondoso de público e de crítica. Desde que foi lançada, tem sido objeto de estudos e análises de especialistas de diversas áreas – história, literatura, artes e psicologia. Em nova tradução, o livro é agora relançado com as duas partes reunidas num só volume.

 

4.A Cabine Telefônica do Sr. Hirota (Melhoramentos)

Esse é uma das principais HQs que são baseadas em fatos reais. Um telefone sem fio, numa cabine instalada num lindo jardim. Dessa maneira, foi a boa ideia que o sr. Hirota teve para ajudar pessoas que passavam por momentos difíceis na aldeia em que ele morava.

Quando um tsunami atingiu a vila do sr. Hirota, onde também moravam Makio e seu pai, o porto e muitas casas foram destruídas. O pai de Makio foi levado pelas águas. E o garoto não entendeu por que a grande onda trouxe tanta tristeza. Mas, de modo sensível e poético, a história do menino, que encontra conforto na comovente invenção do sr. Hirota, ajuda a deixar mais leve o coração. Ou seja, daqueles que precisam superar esses momentos de saudade e de ausências.

5.Angola Janga ( Editora Veneta)

Angola Janga, “pequena Angola” ou, como dizem os livros de história, Palmares. Por mais de cem anos, foi como um reino africano dentro da América do Sul. Apesar disso, do nome, não tão pequeno. Pois, Macaco, a capital de Angola Janga, tinha uma população equivalente a das maiores cidades brasileiras da época. Formada no fim do século XVI, em Pernambuco, a partir dos mocambos criados por fugitivos da escravidão. Ainda mais, Angola Janga cresceu, organizou-se e resistiu aos ataques dos militares holandeses e das forças coloniais portuguesas. Incluindo que tornou-se o grande alvo do ódio dos colonizadores e um símbolo de liberdade para os escravizados.

 

 

Leia também: 6 lançamentos literários de 2022 para ficar de olho

Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI