Em janeiro de 2001 chegava aos cinemas brasileiros o filme Corpo Fechado, dirigido por M. Night Shyamalan, uma obra muito curiosa que abordava um suspense diante de pessoas com poderes especiais. Naquela época, ninguém sabia que era o início da construção de um universo de super-heróis que teria uma sequência apenas em 2016 com o longa Fragmentado. Este ano vem o terceiro filme desse universo , que chega aos cinemas nesta quinta- feira (17) com Vidro. Para entender o filme e esse universo, é preciso estar atento e ter assistido aos filmes anteriores e aqui, vamos relembrar um pouquinho deles com uma matéria super especial sobre a trilogia de Shyamalan e junto com algumas curiosidades.

Corpo Fechado (2001):

Samuel L. Jackson e Bruce Willis em "Corpo Fechado"
Samuel L. Jackson e Bruce Willis em “Corpo Fechado”

David Dunn (Bruce Willis) está voltando para Filadélfia de trem e um terrível acidente acontece. Inexplicavelmente, ele é o único sobrevivente em um descarrilamento que vitimou 125 pessoas. Se já não bastasse isso, Dunn não possui nenhum arranhão no corpo. Ainda tentando entender como escapou ileso, ele é procurado por Elijah Price (Samuel L. Jackson), um colecionador de histórias em quadrinhos que acredita que David possa estar fadado a uma missão nobre: salvar os fracos do mal. Sim, é um filme de herói. Logo de início nos é explicado que Price sofre de uma doença rara, fazendo com que seus ossos sejam tão frágeis que uma simples batida pode esfacelá-los. Como não pode brincar como uma criança normal, Elijah cresce cercado de gibis e histórias sobre heróis. Já adulto, começa a procurar quem seria o seu oposto, alguém que fosse inquebrável. E acredita que David seja a resposta para a sua procura. Shyamalan se provou mestre em tratar da exclusão que um habilidade ou uma condição pode trazer ao ser humano. Assim como o garoto Cole Sear em O sexto Sentido que não conseguia se relacionar com as outras crianças pelo fato de ser assombrado por fantasmas, Elijah cresce cercado pelos seus gibis. Era a única forma de se inserir no mundo, uma vez que não vez podia se divertir como uma criança normal.

Feito para Bruce Willis e Samuel L. Jackson:

O diretor conta que desde o começo pensou na dupla para os papéis principais de “Corpo Fechado”. Assim, esse foi o quarto filme de Willis e Jackson juntos, depois de “Máquina Quase Mortífera”, “Pulp Fiction – Tempos de Violência” e “Duro de Matar 3: A Vingança”.

 Elijah:

Osteogenesis imperfecta, a doença do personagem Elijah Price, existe de verdade, apesar de ser bastante rara. Além disso, O nome é uma referência bíblica feita por M. Night Shyamalan. Elijah retornou à Terra para cuidar do retorno do filho de David, o salvador.

Edição:

Diversos ângulos de câmera foram escolhidos para simular como a história seria apresentada caso estivesse em uma revista em quadrinhos.

Fragmentado (2016):

James McAvoy, Anya Taylor-Joy, Hayle Lu Richardson e Jessica Sula em “Fragmentado”

O filme tem início em uma comemoração de aniversário de uma garota. Enquanto ela e suas amigas se divertem, uma delas, Casey Cooke (Anya Taylor-Joy) se demonstra à parte de todos, permanecendo em silêncio, sendo a excluída do grupo. Na hora de ir embora, o pai da aniversariante oferece uma carona para a menina, junto de outra amiga. Mal sabiam, contudo que o pai seria desacordado por um homem desconhecido que sequestraria as três garotas. Mantidas em cativeiro, elas precisam arranjar uma forma de escapar, enquanto descobrimos mais sobre Kevin (James McAvoy), seu sequestrador, que conta com vinte e três personalidades distintas vivendo em seu corpo, com uma, referida apenas como a Besta, estando prestes a se libertar. Como um retorno às origens, o filme traz toda a assinatura de Shyamalan através de um terror marcado pelo incerto e instável. A forma como brinca com o sobrenatural cria um jogo de suspense conosco, que ficamos questionando se estamos falando de um tal besta realista ou fantasiosa, e esse é o chame de Fragmentado, que traz mais uma peça do quebra-cabeça que começou com David Dunn. James McAvoy, que conta com a árdua tarefa de representar esses diversos personagens, nos entrega seu melhor trabalho em anos, demonstrando controle absoluto desse antagonista de tantas facetas. Apesar de seu figurino se alterar para refletir a personalidade que se sobressai no momento, conseguimos identificar qual delas está presente unicamente pelas expressões faciais e voz do ator, que se torna uma figura verdadeiramente assustadora, sem exagerar. Essa moderação na construção de cada uma das personas de Kevin é essencial para que a figura da Besta se sobressaia e, nesse ponto, Shyamalan não tem medo de explorar a vertente sobrenatural da obra, enquanto McAvoy chega a parecer como se fosse outro ator totalmente distinto, nos fornecendo uma representação verdadeiramente apavorante.

Kevin é baseado num caso real:

Por mais que pareça um personagem totalmente fictício, Kevin na verdade é inspirado em uma pessoa que cometeu crimes graves e foi diagnosticada com o mesmo transtorno de personalidade que o personagem sofre. O nome do cidadão é Billy Milligan que, durante o processo de diagnóstico de suas doenças psicológicas, foram descobertas pelo menos 24 personalidades convivendo no mesmo corpo. Hoje, Milligan está preso em um hospício em Ohio.

Ferimento:

Pelo nível de esforço e dedicação que McAvoy dedicou ao papel, isso não deveria ser uma surpresa. Em uma das cenas, ele tinha que socar que uma porta de metal com uma área macia para não machucar. Obviamente, ele errou o lugar e atingiu com tudo a parte dura da porta, quebrando a mão na hora. Ele ficou dois dias com a mão quebrada antes de ir para o hospital.

Estúdios diferentes:

Felizmente, Vidro só será possível de ser lançado por conta de um acordo entre a Disney e a Universal. Originalmente, Corpo Fechado foi lançado por uma das empresas da gigante do entretenimento, mas como o filme não fez sucesso na época, a Disney não teve problemas em permitir que Shyamalan continuasse a história. Além disso, Vidro será lançado pela Disney possibilitando maior lucro para a empresa, já que o filme é uma das obras mais aguardadas de 2019.

Como será vidro?

Samuel L. Jackson em “Vidro”

Após a conclusão de Fragmentado, Kevin, o homem com 23 personalidades diferentes, passa a ser perseguido por David Dunn, o herói de Corpo Fechado (2000). O jogo de gato e rato entre o homem inquebrável e a Besta é influenciado pela presença de Elijah Price (Samuel L. Jackson), que manipula os encontros entre eles e mantém segredos sobre os dois.

Vidro estreia dia 17 de janeiro nos cinemas!

Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem