Confira a resenha de "Tudo que é sólido desmancha no ar”

Considerado um romance que abre muitos debates, “Tudo que é sólido desmancha no ar” nos permite refletir mais sobre a humanidade. Afinal, vemos a perspectiva de alguns personagens sobre acidente de Chernobyl, enquanto traça o colapso da União Soviética. Por isso, vamos falar mais de “Tudo que é sólido desmancha no ar”:

Confira também: Conheça o livro “Tudo que é sólido desmancha no ar”

Leitura densa e reflexiva:

Confesso que levei um pouco de tempo para absorver este livro, pois há muita coisa acontecendo e requer alguma concentração para acompanhar todos os personagens em vários locais. Enquanto que eles entram e saem da vida uns dos outros. Junto com um relato das consequências do desastre de Chernobyl em 1986, também acompanhamos a vida de outros cidadãos soviéticos nos anos que antecederam a revolução que destruiu a Cortina de Ferro. Ainda vemos a agitação e o desespero resultantes de uma vida sob um regime que usa táticas de medo para impedir que as pessoas falem a verdade ou lutem contra o sistema. Aliás, entender mais sobre esse evento que marcou a história da humanidade nos permite a refletirmos mais sobre ambição e os perigos que ser humano pode presenciar.

Uma escrita marcante e única:

Por mais que existam outras obras que tocam no assunto, o contexto social trouxe algo mais único. Especialmente, pela escrita de McKeon ser marcante o suficiente para nos transportar em uma época onde tudo estava incerto e perigoso. Mesmo que o final seja um pouco superficial, é possível entender o desejo de injetar alguma positividade e esperança no que, de outra forma, seria uma narrativa sombria. A redenção a ser encontrada nesta história está na maneira como ela mostra que, em meio às circunstâncias mais terríveis e sem esperança.

Conclusão:

Diante de uma narrativa intensa e marcante, “Tudo que é sólido desmancha no ar” veio para apresentar uma perspectiva que não muito comentada. Ainda conta com personagens complexos que tentam achar o sentido da vida em meio ao caos do acidente de Chernobyl. Sem dúvidas, esse é mais um lembrete de que o ser humano pode causar a própria ruína.

FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso