Resenha do livro "Meus dias na Livraria Morisaki"

Lançado pela Bertrand Brasil, “Meus dias na Livraria Morisaki” é um mágico e comovente romance japonês sobre o poder da literatura. Aliás, Satoshi Yagisawa resgata essa característica e coloca em uma história sobre recomeço. Neste caso, a jovem Takako perde tudo, mas se encontra na livraria que pertence a sua família há três gerações. Portanto, veja mais de “Meus dias na Livraria Morisaki”:

Leia também- A sociedade supersecreta de bruxas rebeldes: Romance com magia

Uma história simples e objetiva:

No início, conhecemos Takako, uma jovem de 25 anos que se fecha após o fim de um relacionamento. Em seguida, seu tio Satoru a convida a mudar-se para Jimbocho, o bairro das livrarias de Tóquio, e a trabalhar consigo na livraria da família — a Livraria Morisaki. É através da relação com o tio e com aquela livraria que a protagonista é capaz de ultrapassar a fase mais cinzenta que está a viver.

De fato, sabemos logo o motivo do sucesso do livro. Afinal, é curtinho, fácil de ler e tem uma história querida. É uma boa aposta para momentos em que não nos apetece ler coisas mais densas. E, também, para ajudar a ganhar hábitos de leitura. É claro que poderiam ter explorado mais algumas informações, mas não prejudica a leitura. Tanto que foi muito bom conhecer este bairro tão pouco comentado do Japão.

A importância da leitura na nossa vida:

Leia mais sobre a resenha de "Meus dias na Livraria Morisaki"

Agora, a obra remete pelo seu título para uma leitura centrada no mundo dos livros, o que por si já desperta o interesse junto do leitor. Depois a beleza da capa desta edição consegue ajudar ao chamamento inicial para que o primeiro impacto com a história criada por Satoshi Yagisawa seja positivo.

Aliás, a protagonista começa a descobrir o fantástico mundo da literatura e o que de bom eles nos podem transmitir como companheiros de viagem. Takako acaba por se reencontrar com a ajuda da leitura de grandes clássicos e deixa que o tempo e o espaço a encaminhem. Também, lhe abram novos horizontes com a perspetiva de um futuro diferente. Esta jovem percebe que é fácil sonhar e dar a volta quando parecia que tudo lhe estava a fugir de controlo.

Vale a pena ler o livro “Meus dias na Livraria Morisaki”?

Com toda a certeza, “Meus Dias na Livraria Morisaki”, de Satoshi Yagisawa, encaminha o leitor por uma história simples e bela ao mesmo tempo, contada na primeira pessoa num bairro de livrarias. Aqui não existe aquele drama característico dos grandes romances, mas existe a certeza de que é possível ultrapassar os desafios da vida. Sempre acreditando e deixando que o processo de desenvolvimento pessoal faça o seu caminho.

LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso AMOR E LIVROS! ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JENNA EVANS WELCH, AUTORA DE AMOR E GELATO