...
Veja tudo sobre Interseção

Ao apresentar uma jornada engraçada e fofa, Interseção, de Vanessa Reis, é o livro perfeito para sair de uma ressaca literária. Aliás, a obra da Verus Editora veio cheio de bom humor e representatividade. Pois temos duas pessoas muito diferentes que tentam encontrar seu ponto em comum. Portanto, vamos falar mais de Interseção:

Veja também: Interseção – Romance inclusivo com protagonista cadeirante da editora Verus

A jornada de um casal que se irrita até se amar…

A jornada de Catarina, uma assistente social, começa quando ela está prestes a matar o seu colega, João Pedro da Silva, mais conhecido como JPS. Entre ataques verbais e implicâncias que destilam o ódio mortal que reina entre os dois, além da competitividade de quem entrega mais projetos, a relação de Catarina e JPS parece fadada a terminar em uma sala do Recursos Humanos. Porém, se não fosse por uma intervenção divina que os leva a trabalhar em um grande projeto juntos, do qual a teimosia e arrogância de ambos não permitirá que desistam. Mesmo que para isso eles precisem realmente trabalhar em sintonia, o que implica em conversar de verdade, muito além das farpas e acusações de incompetência que são proferidas e pairam entre o pequeno espaço que os separa. No entanto, aos poucos, isso vai mudando entre eles,

Personagens marcantes:

De fato, Catarina é o tipo de protagonista que toda comédia romântica merece. Se ela mesma é contra si, não sobra muita sabotagem para os outros fazerem com ela. Com a língua rápida, pronta para defender com unhas e dentes as muralhas ao redor dos seus sentimentos, ela é o suprassumo da cabeça dura e teimosia com quem é impossível não se identificar. Seja por como tem dificuldade em dar o braço a torcer ou como é leal aos amigos ou, ainda, pela insegurança de ser amada romanticamente.

Já JPS é o mocinho que toda leitora que ama idealizar o amor merece. Logo de cara somos levados a pensar “que chato implicante” apenas para poucas páginas depois, quando menos se espera, surgir o primeiro suspiro por uma fala doce ou gesto gentil. A partir disso, você, e a protagonista, são um caso perdido. Mesmo que, claro, nós admitamos muito mais rápido nossos sentimentos do que ela.

Sim, uma comédia romântica do jeito que a gente gosta!

Comédias românticas são um alimento para alma e nada melhor do que uma recheada de clichês como Interseção. Afinal, entrega todos os ingredientes necessários para fazer o leitor ser cativado desde a primeira página. Esse feito se deve muito a incrível escrita de Vanessa Reis, que cria um encanto com suas palavras. Do início ao fim, os personagens, o andamento da trama e cada frase são marcantes e únicos.

Mais do que isso, a maestria do senso de humor dos personagens, das situações e a naturalidade com que pensamentos e interações acontecem tornam a leitura incrivelmente deliciosa e fluída. Tudo isso para na página seguinte estarmos secando lágrimas do rosto ou de queixo caído, pegos de surpresa com uma reflexão que ressoa para além da história.

Uma representatividade natural:

É preciso destacar o modo que Vanessa constrói sua personagem principal que, assim como ela, é cadeirante. O livro, no entanto, não gira em torno disso e é extremamente satisfatório ler uma história em que a personagem tem o direito de ser quem é.E sem ser transformada em um elemento de representatividade, transitando pela história de forma confortável consigo, com nuances e personalidade tridimensional.

Quando falamos de representatividade, é preciso pensar além de preencher um espaço com minorias de forma rasa e apenas para conquistar um selo de politicamente correto. Também é necessário pensar no real objetivo e na necessidade de dar vozes às histórias daqueles que foram pouco ouvidos ao longo do tempo. Mas, principalmente, não apenas sobre suas dores e, sim, de todo o universo que existe em si.

Vale a pena ler Interseção?

No fim, Interseção proporciona muito ao leitor: risadas, lições, bons momentos, uma escrita que deixa marcas e um casal que nos faz acreditar que o amor é complicado. E relações são mais ainda, e humanos são complexos. Mas, quando se cruzam, se encontram, se unem em um ponto em comum, o destino de felizes para sempre é selado. Ou seja, embarcar nessa leitura marcante e exclusiva.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Filmes de romance icônicos na MAX Filmes de romance com Glen Powell Lista com todos os filmes com Barry Keoghan Fantasias que são volume único Doze indicações da Intrínseca para o Dia do Orgulho Geek Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã!