Leia tudo sobre o filme "Priscilla"

Baseado na vida e na autobiografia da ex-esposa do “Rei do Rock”, o filme “Priscilla” conta os bastidores dessa relação marcante e problemática. Aliás, a obra de Sofia Coppola traz a temática de amadurecimento para navegar a transformação da relação entre o antigo casal. Por isso, vamos ver tudo sobre “Priscilla”:

Leia também- Livros que serão adaptados em 2024

O início de uma história complexa…

Do primeiro quadro até a última cena de “Priscilla”, Sofia Coppola apresenta mais uma história sobre jovens crescendo numa cultura de opressão ou relacionamentos que englobam a forma dura e diminutiva com que olham para mulheres. Agora, adaptando o livro de Priscilla Presley, a primeira esposa de Elvis, sobre sua própria vida, ela monta um conto de fadas infantil que se transforma ao passo que a protagonista amadurece e vê seus próprios sonhos destruídos.

À primeira vista, o enredo parece ter saído direto de um conto de fadas: adolescente, vivendo em um país estrangeiro, ela chamou a atenção do já famoso Elvis Presley e viveu com ele um romance arrebatador, que durou mais de uma década e resultou em um casamento e uma filha. Mas, a realidade, sabemos, raramente é tão bonita quanto as histórias de princesas.

Conhecendo Priscilla:

Confira tudo sobre o filme "Priscilla"

A jovem, vivida por Cailee Spaeny, tem apenas 14 anos quando conhece o Elvis, vivido por Jacob Elordi, um homem de 24 anos já bem-sucedido. E se faz então uma presença constante pelo resto do filme, junto com o estranhamento do público. O desconforto não advém só da diferença de idades, mas, principalmente, da dinâmica de poder que existe entre o par e que se consolida gradualmente ao longo da história.

Aliás, fica óbvio desde o início que o relacionamento acontece nos termos de Elvis, em um processo que se intensifica a partir do momento em que Priscilla se muda para Graceland. Ela é moldada como uma boneca por ele, que diz como ela deve se vestir, se maquiar e pintar os cabelos. Ela ainda perde parte de sua liberdade: não pode trabalhar mesmo com o cantor longe, porque ele precisa que ela esteja em casa quando ele ligar, nem brincar com o cachorro na frente de seu lar, já que pode ser avistada por fãs e fotógrafos.

A visão de Sofia Coppola:

Dessa forma, Coppola constrói esse processo de forma sutil, em lindos cenários e quadros que só reforçam o caráter de conto de fadas às avessas da sua história. É nos cômodos imponentes de Graceland, transformados em uma gaiola de ouro. Priscilla se depara com sua solidão e, de forma melancólica, começa aos poucos a entender a si e a seus desejos. Ao mesmo tempo, ela começa desconstruir a imagem idealizada que tem de seu amado.

O mais interessante é que a cineasta não está interessada em grandes arroubos: não há um momento especial ou grandioso que defina o relacionamento de Elvis e Priscilla, ou que marque um ponto de virada para a personagem; assim como acontece para a maior parte de nós, é o acúmulo das pequenas coisas que nos leva a amadurecer, questionar e, no fim, tomar decisões.

O trabalho impecável do elenco:

Veja a crítca do filme "Priscilla"

Em outro aspecto, não vemos lado espetacular do astro musical, pois Coppola está interessada no lado íntimo e doméstico. Não à toa, o único lampejo de Elvis no palco que a diretora entrega é filmado de trás, como se visto pela própria esposa. No entato, é importante ressaltar que o filme, não demoniza a figura do cantor. Acima de tudo, o artista, aqui é um humano com falhas, com momentos de ternura, vulnerabilidade e imaturidade.

Para essa humanidade funcionar, os intérpretes de Priscilla e Elvis realizam um verdadeiro show. Cailee Spaeny entrega a uma atuação contida, mas também muito expressiva do turbilhão silencioso pelo qual sua personagem passa. Enquanto que Jacob Elordi retrata com intensidade as sombras e o charme do Rei do Rock, e faz um trabalho de voz que impressiona.

Vale a pena ver “Priscilla”?

Sim, conhecer essa história é mais do que necessária. Todos esses elementos se unem para formar uma história sensível, embora dolorosa, de amadurecimento. Ainda mais que traz o olhar solitário da mulher nos bastidores frenéticos na vida de um pop star. Um filme que coloca mais uma peça no infindável quebra-cabeças da vida do icônico cantor.

LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso AMOR E LIVROS! ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JENNA EVANS WELCH, AUTORA DE AMOR E GELATO