...

O Globo de Ouro deste ano foi bem polêmico, além da campanha Times is Up, as celebridades também foram vestidas de preto como forma de protesto contra tudo que está acontecendo em Hollywood nesses últimos dias. Mas claro, além de todas essas polêmicas, também tivemos a competição sadia entre os concorrentes, com destaque na categoria ‘série ou filme para TV’.

A grande estrela da noite foi a série Big Little Lies, que levou todas as categorias que estava concorrendo: Melhor atriz de série ou filme para TV, Melhor atriz coadjuvante de série ou filme para TV, Melhor ator de série ou filme para TV e Melhor série ou filme para TV limitado. Mas por que todo esse destaque?

Para quem não sabe, a série da HBO foi inspirada no livro de Liane Moriarty, de mesmo nome, e que conta a história de três mulheres que moram em uma cidade pequena e relativamente rica. As três tem personalidades bem diferentes, mas acabam se tornando amigas. Todas elas guardam segredos, que no começo parecem não ser nada demais, porém sabem que a bola de neve pode começar a crescer.

A história é maravilhosa e tem uma mensagem muito realista, com um alerta para o mundo atual em que vivemos. Trata-se de que ninguém sabe o que está acontecendo entre as quatro paredes de uma família, e não é porque tudo é lindo na vista dos outros que no fundo nos sentimos tão bem assim. Alguns assuntos que encontramos são a violência doméstica, estupro, transtorno de bipolaridade, traição, bullying, preconceito e muitos outros assuntos que podemos encontrar fácil fácil no nosso dia a dia.

Para a série foram selecionados artistas de ponta que transmitem para o telespectador o tamanho envolvimento que tiveram quando estavam interpretando os personagens. Muito merecido o Globo de Ouro de Melhor Atriz para Nicole Kidman, que interpretou Celeste, advogada afastada do seu exercício e que sofre com a violência do seu marido, Perry, interpretado por Alexander Skarsgård, que levou o Globo de melhor ator. A dupla estava em total sintonia nas cenas, nos permitindo enxergar diversas mulheres na pele de Celeste, e não é porque ela gostava de sofrer, nunca achem isso, por gentileza. Existe medo, insegurança e incertezas envolvidas na situação. Ah, e já que estamos falando do casal, Alexander também estava surpreendente nas um milhões de personalidades de Perry.

Porém, mesmo sendo um drama, conseguimos arrancar muitas risadas com Madeline, interpretada pela Reese Witherspoon. Ela traz uma leveza para série e deixa tudo mais cômico, posso até dizer que ela leva um pouco de felicidade para a vida das duas amigas, Celeste e Jane (Shailene Woodley). Todo o jeitinho da personagem cai como uma luva na atriz, que tira de letra na atuação, confesso que em uma das cenas me veio em mente a ícone e diva Elle Woods.

Confira também: Globo de Ouro 2018 – O tapete preto

Como citei ali em cima, a série também concorreu a Melhor atriz coadjuvante, e quem levou foi Laura Dern, que interpretou a rica e bem-sucedida Renata. A história dessa personagem vai além dela. A filha de Renata vem sofrendo bullying na escola, todo dia chega machucada, mordida, a pessoa já tentou jogá-la da escada e até mesmo sufoca-la. A menina tem medo de contar quem foi, na realidade é ameaçada e quem está levando a culpa é o filho de Jane. Existe muita influência da Renata na cidade, porém o desespero por ver sua filha sofrendo agressão e não poder fazer nada a deixa em uma posição em que nem o status dela ajuda.

Não é à toa que com todos esses assuntos polêmicos e de suma importância de debate, a série levou o Globo de Ouro de Melhor Série ou Filme de TV Limitado. Ela estava concorrendo com outras de grande audiência como por exemplo: Fargo e The Sinner (outra muito boa, por acaso), mas mesmo assim não tinha como Big Little Lies não levar.

A história e a série são muito mais do que temas da nossa realidade que devemos discutir. A entrega dos atores para transmitir toda essa verdade, para que conseguíssemos sentir a realidade, é indescritível. Por diversas vezes meu cérebro parou ao ver Kidman apanhando, um olhar de medo e de suplica para parar. O medo de Jane de perder o filho e de todas as outras personagens que dão sentido a história. Monterey deixou de ser uma cidade do norte da Califórnia e tornou-se o mundo.

Se ainda não assistiu, corra porque é a série da vida!

Resultado de imagem para big little lies gif

Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI