Sabia que nas primeiras exibições de filmes, no século 19, o público tinha medo das imagens, achando que era tudo real?

O cinema é segunda paixão da minha vida, depois da leitura. É uma forma de explorar o audiovisual, a tecnologia e a arte, tudo junto, mas não é sempre que se comenta sobre sua origem. Afinal, somos bombardeados de “Blockbusters“, filmes que fazem sucesso de bilheteria e de público, e esquecemos que o cinema era uma simples forma artística de entretenimento.

Então, vou lhes mostrar os primórdios dessa arte e como surgiram os primeiros filmes.

Todo mundo sabe que o cinema é uma das maiores indústrias e expressões artísticas da história da humanidade, mas de primeira vista, não era bem assim. Tudo começou em 1889, quando William Dickson inventou o cinetoscópio, uma máquina que captura imagem-movimento. E é em 1892 que o francês Leon Bouly evoluiu o cinetoscópio para cinematográfico, no qual conseguia gravar e projetar a luz das imagens-movimento em tela, em quadros por segundo. Bouly não possuía dinheiro para registrar a patente do invento, portanto sua invenção acabou sendo patenteado pelos irmãos Lumière, que passaram, a partir de 1895, a fazer várias produções cinematográficas de pequena capacidade e a exibi-las em sessões especiais para isso.

Sendo assim, o primeiro filme lançado pelos irmãos foi chamado de “A saída da fábrica de Lumière em Lyon”, que apresentava a saída dos funcionários do interior da empresa Lumière, na cidade de Lyon, na França. No começo o público tinha medo devido ao movimento das imagens, e achavam que o que viam estava acontecendo naquele momento exato. Ou seja, pensavam que os funcionários estavam saindo de verdade, e esse tipo de efeito ficou presente durante um bom tempo, até que artistas interessados em teatro, mágica, ilusionismo e todo tipo possível de efeito cênico, entraram para a nova maravilha da história, consagrando o cinema como expressão artística.

Resultado de imagem para viagem a lua gif

O francês, Georges Meliès, incluiu o uso de efeitos especiais em suas obras, principalmente em seu filme mais famoso, “Viagem à Lua”, de 1902, e isto foi um ato revolucionário para a época, fazendo surgir novas formas de produção para a sétima arte, como o expressionismo alemão e o surrealismo.

No Brasil, o cinema chegou em 1886, no Rio de Janeiro, com a película dos irmãos Lumière, e no ano seguinte abre-se a primeira sala de cinema ao público na capital carioca por incentivo dos irmãos italianos Paschoal Affonso e Segreto, que foram os pioneiros do cinema no Brasil e considerados os primeiros cineastas no país, uma vez que realizaram gravações da Baía de Guanabara em 1898.

O cinema é uma forma de expressar a realidade, de uma maneira artística e revolucionária. É onde podemos ser quem nós somos e como podemos mudar nossa realidade, ver uma nova versão do mundo.

FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar?