...

Faltando um mês para a noite mais importante para Hollywood, o Oscar 2019 tem a chance de não ter um apresentador, pela primeira vez em 30 anos. Isso tudo porque depois que o comediante Kevin Hart deixou a cerimônia e nenhum substituto adequado foi encontrado. Mesmo que ainda não esteja confirmado pelos organizadores do evento, fontes do mundo do entretenimento comentam que os preparativos estão avançando sem nenhum mestre de cerimônias.

Mas afinal, o que aconteceu com Kevin Hart?

Ator e comediante Kevin Hart

O ator e comediante era o escolhido da Academia para apresentar a cerimônia, mas deixou o posto após comentários homofóbicos de quase uma década atrás voltarem a tona. Teve uma delas que dizia que se um filho seu quisesse brincar com uma casa de boneca, ele iria quebrar e dizer: “Para, isso é gay”.

Depois que comentários foram descobertos em seu Twitter, a Academia de Artes Cinematográficas deu um ultimato: ou ele se desculpava pelas piadas e comentários ou perdia o cargo. Hart inicialmente publicou um vídeo dizendo que não se desculparia, porque as publicações são de 2009 e 2010 e que ele já abordou esse tipo de atitude em situações passadas. “A razão de eu ter recusado é por que já tratei desse tema várias vezes. Eu comentei. Falei sobre as coisas certas e erradas e falei sobre quem eu era e quem eu sou agora”, falou o ator no vídeo publicado no Instagram.

Então, foi decidido que seria melhor cancelar a participação do comediante e procurar uma nova alternativa. Além disso, em seu Twitter, ele comentou que tomou a decisão de não apresentar o maior prêmio do cinema. “Eu não queria ser uma distração na noite em que talentos incríveis deveriam ser celebrados”, escreveu o ator de filmes como Jumanji e Central de Inteligência. Mesmo alegando que não o faria, Hart acabou pedindo desculpas à comunidade LGBTQ pelas palavras ditas no passado. Em um segundo tweet, Hart pediu desculpas aqueles que machucou e reforçou que está comprometido a melhorar seu comportamento. “Muito amor e apreciação à Academia. Espero que possamos nos encontrar de novo”, termina.

Atualmente tem sido uma tendência recuperar “tweets” antigos ou qualquer tipo de comentário feito nas redes sociais de alguma celebridade e “tentar” mostrar para o público quem realmente a pessoa é. Porém, quando esse tipo de comportamento ocorre, cada usuário esquece um detalhe muito simples e extremamente importante: essas falas foram do passado e o ator pode ter mudado de atitude com relação ao público LGBTQ. Todo mundo comete erros e aprende com eles. Da mesma forma que James Gunn foi perseguido por esse fenômeno e tiveram graves consequências para suas carreiras. Apesar de ter feito uma escolha mais sensata para essa ocasião, Hart pode se reerguer conforme o tempo.

Em relação ao evento, ninguém sabe o que de fato vai acontecer, concretamente. De acordo com a Variety, o novo plano é ter vários astros de alto escalão apresentando seguimentos separados, ao invés de ter um grande nome fazendo o monólogo abertura e outras inserções. Os produtores da cerimônia estariam se esforçando para conseguir nomes de peso, já que o evento acontece no próximo mês. Se terá um apresentador ou não, só iremos descobrir no dia da premiação.

A cerimônia da 91ª edição do Oscar acontece em 24 de fevereiro de 2019.

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO