...

Anne Shirley conquistou muitos corações em 2020, seja pelos os que acompanharam a série ou aqueles que se aventuraram nos livros. A questão é: todo mundo que conheceu essa jovem ruiva se apaixonou por ela. E se você não conhece e quer conhecer, aqui vai a ordem dos livros de Anne de Green Gables para você também entrar para o time dos apaixonados por ela.

Ao todo são 6 livros sobre a vida de Anne Shirley e 4 livros sobre seus filhos. Além disso, também existem alguns de contos. Como a obra de L. M Montgomery é de domínio público, diversas editoras possuem em seu catálogo edições incríveis dessa história. No Brasil, temos edições da editora Martin Claret, Gutemberg, Coerência, Novo Século e Ciranda Cultural. Esta última é a única que tem todos os livros já publicados.

Como disse anteriormente, são 8 livros ao total e pode parecer ser uma pergunta besta, mas existe uma ordem de leitura, na verdade. Por isso, segue aqui para descobrir a ordem dos livros de Anne de Green Gables para você conhecer esse universo.

Ordem de publicação:

  • Anne de Green Gables (1908)

Anne é uma órfã que foi enviada por engano à fazenda de Green Gables, já que os irmãos Marilla e Matthew tinham a intenção de adotar um menino. Com pena da garota, resolveram mantê-la na fazenda. Com seus longos cabelos ruivos, olhos acinzentados e uma imaginação que lhe permitia viver fantasias, Anne traz reflexões e pensamentos pertinentes sobre os obstáculos e as escolhas da vida de qualquer pré-adolescente.

  • Anne de Avonlea (1909)

Agora com 16 anos, sentindo-se quase adulta, Anne está prestes a começar a lecionar na escola de Avonlea, a realidade de seu trabalho torna-se um teste para seu caráter, surgindo várias dúvidas quanto ao seu futuro. Ela conquistou o amor do povoado e se tornou uma ativa participante de uma associação para melhorias em Avonlea. Enfim, Anne decide deixar tudo para ir atrás de seu grande sonho.

  • Crônicas de Avonlea (1912)

Anne Shirley transformou Avonlea, mas essa cidade da Ilha Príncipe Edwards possui diversas personalidades com histórias divertidas e peculiares. Em Crônicas de Avonlea, Lucy Maud Montgomery reúne doze contos que compartilham como é a vida rodeada pelo mar com personagens novos e alguns velhos conhecidos.

  • Anne da Ilha (1915)

Decidida a realizar o seu sonho, Anne se muda para Kingsport e vai morar com sua amiga Priscilla Grant para finalmente terminar os seus estudos em Redmond College. Gilbert Blythe, desejando estudar medicina, também parte para Kingsport e enxerga a oportunidade de revelar seus sentimentos a Anne. Entretanto, o novo ambiente e a vida adulta trazem novos desafios e perdas que mudam as perspectivas e amadurecem a forma como ela enxerga o mundo

  • Anne e a Casa dos Sonhos (1917)

Sob o sol de Green Gables, onde tudo começou, Anne e Gilbert selam o relacionamento e assumem um futuro juntos. Em Four Winds uma oportunidade profissional aguarda Gilbert e rodeada de árvores e um riacho está a casa dos sonhos de Anne. Contudo, lá conhecerão o capitão Jim e a Leslie Moore, vizinhos com histórias surpreendentes para compartilharem com o casal, que passará por momentos difíceis e alegres em seu primeiro ano de casado.

  • Vale do Arco-Íris (1919)

Os seis filhos de Anne e Gilbert já estão crescidos e perseguindo aventuras. Em uma delas descobrem o Vale do Arco-Íris e frequentemente vão até lá para brincarem. Então, novas crianças chegam a Glen St. Mary: os travessos Meredith. Contrariando as expectativas uma amizade nasce entre as crianças, enquanto o viúvo John Meredith procura por uma esposa. Em um celeiro, está escondida a órfã Mary Vance, que conquista os pequenos Blythe e Meredith, que juntos no Vale do Arco-Íris, traçam um plano para que a nova amiga não volte ao orfanato.

  • Mais Crônicas de Avonlea (1920)

Diversas histórias de personagens cativantes habitam o encantador mundo de Avonlea. Na ilha Príncipe Edwards vários casamentos são celebrados enquanto alguns procuram pretendentes, outros vivem em um triângulo amoroso. Um amado gato persa foge e lamentos misteriosos ecoam dos ventos da região, chamando a atenção de uma mãe. Mais crônicas de Avonlea reúne 15 contos de Lucy Maud Montgomery com alguns personagens conhecidos da querida Anne Shirley.

  • Rilla de Ingleside (1921)

Rilla está chegando aos quinze anos e o seu primeiro baile no farol de Four Winds se aproxima trazendo também a expectativa por um romance com Kenneth Ford. Porém, os desafios que aguardam a filha caçula de Anne podem ser maiores que o anseio por um primeiro beijo, com a eminência de uma guerra que ameaça a família Blythe. Mas o casal Anne e Gilbert se preocupam com os seus filhos e com a ingenuidade da pequena Rilla, que terá sua coragem e amadurecimento testados por episódios que a mudarão para sempre.

  • Anne De Windy Poplars (1936)

Anne agora é diretora da escola de Summerside. A nova cidade e posição preparam desafios, como a influente família Pringle, que não a quer a frente da escola. Gilbert Blythe está a três anos de concluir a faculdade de medicina e Anne se corresponde com o noivo por cartas, compartilhando sua rotina com as viúvas tia Kate e tia Chatty, a governanta Rebecca Dew, o gato Dusty e sua vizinha Elizabeth.

  • Anne de Ingleside (1939)

Em Ingleside, a vida é bem agitada, cheia de descobertas dos cinco filhos de Anne. Com um sexto a caminho, ela não poderia estar mais assoberbada, até que a inconveniente tia Mary Maria faz uma inoportuna visita. Gilbert está sempre ocupado com o trabalho e Anne atarefada com os filhos, o que a leva a pensar que o amor do marido esfriou. Mas Anne está disposta a reacender o amor que existe entre eles desde a infância.

  • Os Poemas de Blythes (2009)

Sob a luz do crepúsculo de Ingleside os Blythes se reúnem para ler e comentar os poemas escritos por Anne e seu filho Walter. Refletindo o significado dos versos, lembram do passado, da evolução de cada membro da família e de como o destino encaminhou suas vidas para que nestas noites estivessem juntos. Em Os poemas dos Blythes, Lucy Maud Montgomery se aventura em outras formas de escrita, explorando o amadurecimento dos queridos personagens do universo encantador de Anne Shirley.

Leia também: CURIOSIDADES SOBRE ANNE DE GREEN GABLES

Capas dos livros Anne de Green Gables da editora Ciranda Cultural
Capas dos livros Anne de Green Gables da editora Ciranda Cultural

Mas acharam que era só isso? Claro que não! Existe uma outra ordem que é justamente a ordem em que as editoras estão usando para publicar seus livros, e mais utilizada pelos leitores que é a ordem cronológica. Nesse tipo de sequência, vamos acompanhar o crescimento da Anne de acordo com sua idade, e faz muito mais sentido que a anterior. Percebam:

Anne de Green Gables (11 aos 16)

Anne de Avonlea (16 aos 18)

Anne da Ilha (18 aos 22)

Anne De Windy poplars (22 aos 25)

Anne e a Casa dos Sonhos (25 aos 27)

Anne de Ingleside (34 aos 40)

Os quatro últimos têm um foco maior nos filhos e em alguns amigos de Anne Shirley, porém são ainda importantíssimos para continuarmos a ordem dos livros de Anne de Green Gables.

Vale do Arco-Íris (41 aos 43)

Rilla de Ingleside (49 aos 53)

The Blythes Are Quoted (40 aos 75)

Prequelas escritas por Budge Wilson:

Por último, e não menos, importante temos os livros de crônicas que são narrados durante vários momentos da Anne ao longo de sua vida.

Crônicas de Avonlea

Mais Crônicas de Avonlea

Os Poemas de Blythes

Compre na Amazon o box com os oito livros!

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO