...
Não perca o lançamento de Guerra Civil

Com Wagner Moura e Kirsten Dunst, Guerra Civil veio para trazer reflexão diante do retrato de um caos político. Aliás, a obra não fala das ações físicas e, sim, das atitudes dos líderes que dividem o país por completo. Incluindo um relato sobre a importância do jornalismo e fotojornalismo. Portanto, vamos ver mais sobre Guerra Civil:

Veja também- Trilogia X: A série que envolve filmes e terror

Um cenário político onde motivos são secundários:

Na trama, o espectador é jogado no meio de uma guerra civil norte-americana capitaneada por diversas facções, com direito a cidades destruídas, ruas vazias e aparatos do que sobrou de um Governo em estado de alerta. Na garupa da conceituada fotojornalista Lee Smith e do redator Joel, um cenário caótico se desenvolve em tela. Onde os profissionais precisam fazer de tudo para cobrir os mínimos detalhes existentes. Ao mesmo tempo em que tentam sobreviver.

Ao contrário do que o nome sugere, não é exatamente um filme de guerra. O trabalho de Alex Garland encaixa-se perfeitamente em um cinema antiguerra de primeira categoria, esvaziando seu enredo de “porquês” e entregando uma narrativa que tem como foco principal os horrores dos conflitos armados.

Com Wagner Moura e Kirsten Dunst, veja o lançamento de Guerra Civil

Elenco que respira a ideia do filme:

Com personagens propositalmente desumanizados, a produção tem êxito em normalizar situações moralmente questionáveis para dialogar. Apostando em Wagner Moura e Kirsten Dunst para tal. Se o brasileiro vive Joel, um homem relaxado que conquista o público através do carisma, Dunst entrega Lee, um contraponto sisudo e entorpecido que forma o contraste perfeito com o companheiro. Sendo em uma das melhores atuações da carreira da atriz.

No meio de toda a tensão, a jovem Jessie (Cailee Spaeny), aspirante a fotojornalista, ainda cai de paraquedas para compor a equipe. Já Jesse Plemons, um dos nomes mais badalados da película, faz uma participação curta, mas intensa. Nela, Guerra Civil deixa escorrer um pouco de seu viés político, dando uma pontinha de satisfação para aquele tipo de público que busca sempre por contexto.

Longa-metragem conta a história através dos detalhes:

Dirigido por Alex Garland, veja Guerra Civil

Não é exagero algum afirmar que Guerra Civil é uma aula de mixagem de som. Com a qualidade técnica já conhecida dos filmes da A24, a produção mescla a todo o momento sons de tiro ensurdecedores a um silêncio que fala de maneira ainda mais alta. A trilha sonora também é extremamente competente ao servir como alívio de momentos mais tensos, funcionando como um meio de quebrar a aflição para trazer de volta a respiração que você provavelmente não percebeu que estava presa.

Da mesma forma, o longa aposta na fotografia para contar sua história, dando a Lee uma epopeia própria sob as lentes das câmeras. O que acaba dando a importância do jornalismo e do fotojornalismo para a história. Afinal, eles são os responsáveis de levar uma mensagem e trazer perspectiva.Incluindo que faz o espectador questionar como chegamos ao ponto de nossa humanidade não ser mais prioridade.

Vale a pena assistir Guerra Civil?

Com uma premissa de não entregar tantos detalhes sobre o conflito existente, Guerra Civil pode desapontar quem procura um filme em moldes mais tradicionais. O conceito principal é mostrar como a indiferença se tornou nossa realidade, normalizada através da repetição cotidiana. Com performances marcantes do elenco, fotografia e trilha sonora sólidas e direção impecável, promete ser algo marcante para o público.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO