Crítica do filme "Resgate 2"

Sendo um dos principais lançamentos durante o Tudum 2023, vamos falar mais do filme “Resgate 2”, que conta com Chris Hemsworth. Depois do sucesso que foi o primeiro longa, a continuação veio para dar ação a essa obra. Mas, será que vale a pena? Vamos descobrir falando sobre “Resgate 2”:

Leia também: Confira as continuação mais esperadas da Netflix

Continuando um sucesso:

A decisão de amplificar o que deu certo em Resgate (2020) é quase intuitiva, graças ao sucesso que o longa fez na estreia. Ao se tornar o “filme original mais visto na Netflix” no mês em que foi lançado, a produção se provou perante o público do streaming e deu aos realizadores uma noção do que a audiência espera da nova franquia.  Pensando nisso, a solução encontrada foi repetir a receita original, mas aumentar a dose nos ingredientes.

É por isso que Resgate 2 acompanha Tyler Rake novamente em uma missão possivelmente letal em terras internacionais. Após salvar um garoto de um cativeiro na Índia, agora ele precisa ir a uma prisão gélida na Geórgia para resgatar uma família com fortes ligações ao seu passado.

A continuação é melhor?

Veja tudo sobre o filme "Resgate 2"

Em um primeiro momento, o filme mostra ter feito a lição de casa, ao focar seus esforços no que realmente importa para essa saga: a ação. Após estabelecer uma ágil ligação entre o final ambíguo do longa anterior e a nova tarefa de seu herói, a produção mergulha de cabeça em uma pancadaria espetacular que conduz a primeira metade da história.

O diretor Sam Hargrave usa a ação como fio condutor de forma franca, sem esconder que os embates são a razão de ser do projeto. Mesmo marcados pelos clichês trazidos pelo roteiro de Joe Russo, cada passo da jornada constrói a base para a missão e a tão prometida sequência de ação de 20 minutos ininterruptos. Blocada em etapas com diferentes ameaças e desafios, a produção dá a Tyler Rake um passeio por um inferno gelado que se torna mais desafiador e letal a cada nova guinada.

Ação como foco principal:

Os embates têm um timing certeiro para garantir que o público absorva as dores do personagem, e experimentem o esforço que ele faz para superá-las. Uma decisão que dá a Chris Hemsworth a oportunidade de reforçar por que se tornou um grande nome do cinema de ação em Hollywood, com uma fisicalidade invejável tanto para acrobacias quanto para transmitir os diferentes estados físicos e emocionais de seu personagem.

A pancadaria, aliás, é usada como forma de surpreender o público. Afinal de contas, a grandiosa cena de ação chega ao fim antes mesmo da metade do longa, deixando no espectador a dúvida do que vem a seguir. É claro que há mais um punhado de sequências de porradaria que, apesar de menores em duração, mantêm o mesmo nível de empolgação mostrados anteriormente.

Drama que não funciona em nada:

Leia mais sobre o lançamento da Netflix, "Resgate 2"

Se o lado dramático de tornar Tyler Rake uma figura torturada não fluiu tão bem no primeiro Resgate, o fracasso é ainda maior no segundo. Ao tornar a missão da vez mais pessoal, a história busca aprofundar os conflitos de seu herói, mas nunca traz ideias novas o bastante para justificar essa decisão.

Com isso, repetem-se os dilemas que deram o tom do filme original, da conturbada dinâmica entre pais e filhos às falhas e contradições do protagonista. Não há nada verdadeiramente inédito, o que piora a experiência, considerando que essas questões já não eram inventivas no anterior. Ao buscar novas perspectivas para velhos problemas, a trama acaba por diluir o peso do que já havia sido estabelecido apenas para limpar a barra de seu protagonista.

Mas, vale a pena assisitir?

Se você gosta de cenas de luta e pancadaria, pode ver Resgate 2, que chega como uma versão anabolizada do primeiro filme. Apesar do incômodo causado pelos dramas insinceros, a produção se destaca no quesito ação, que é o que realmente atrai o público para esse tipo de produção. Até porque às vezes, tudo o que você precisa é um exército de um homem só realizando missões impossíveis com o máximo de tiros e explosões para te entreter.

LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso AMOR E LIVROS! ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JENNA EVANS WELCH, AUTORA DE AMOR E GELATO