...

Sexta feira, 18 de maio, estreou na Netflix a tão esperada e polêmica segunda temporada de 13 Reasons Why. Depois de narrar os motivos que levaram Hannah Baker, vivida por Katherine Langford, nessa segunda fase da trama, passamos a conhecer mais sobre quem realmente era Hannah e os seus 13 motivos.

Diferentemente da primeira temporada, que demora um tempo para engrenar nas ações, nessa segunda as coisas já começam com uma certa independência e ação. O interessante que conseguimos ver cada um dos personagens de forma individual e quem realmente eles são fora da visão de outra pessoa. Mas claro, tudo isso sem esquecer os assuntos principais, suicídio, bullying e estrupo, e acrescentando nessa temporada o descaso da justiça em relação aos assuntos.

Jessica
13 Reasons Why – segunda temporada

A série é muito mais do que se esperava. Muitos especulavam como os produtores e diretores iriam trazer Hannah Baker de volta a vida para interagir na série, afinal, ela é a principal da história. A solução foi uma das melhores, apresentar o outro lado da situação, aquele não contado pela jovem. Porém, algumas vezes, foi feito de forma um pouco exagerada, forçando uma imagem de que a Hannah é culpada e não uma pobre coitada. Mas fora a isso, não tem muito o que reclamar.

Boa parte da trama agora se passa no tribunal, com os alunos envolvidos nas fitas depondo ou a favor da família Baker ou a favor da escola. Pois para quem não lembra, a mãe da Hannah termina a primeira temporada com a ideia de processar a escola. E é a partir desse ponto que a segunda é desenvolvida.

Confira também: Resenha do livro “Os 13 porquês”

A temporada está muito mais envolvente e forte, desperta diversos sentimentos e angustia de quem a assiste. Sem muitos rodeios ela apresenta um outro ponto de vista dos acontecimentos que levaram ao suicídio, mas também desenvolve a vida dos outros jovens depois dos acontecimentos. Um destaque para o personagem de Justin, interpretado por Brandon Flynn, que conseguiu mostrar quem ele realmente é na sua realidade. Ele ganhou um certo respeito não só dos colegas, mas também de quem assistiu a série.

A ideia de colocar polaroides no lugar das fitas também trouxe algo bem do mundo jovem de hoje em dia. Pois mesmo parecendo algo antigo e vintage, hoje é moda qualquer jovem registrar seus melhores momentos nessas pequenas fotos instantâneas. E é exatamente isso que acontece, nada mais nada menos do que uma forma de inflar o ego dos jogadores da High School Liberty.

Mesmo com pontos positivos, nada é 100% certo. Existem algumas falhas que acabaram deixando a série um pouco cansativa. Para começar, um namoro sem química alguma entre Clay e Sky. Talvez o problema não seja dos personagens, mas sim dos atores que não combinaram em nada. Outra coisa foi o exagero de aparições da Hannah na mente do Clay, estava pior e mais chata que as fitas. Fora isso, uma série que conseguiu cumprir o papel de ser independente a uma história já criada, no caso aqui, ao livro.

Essa segunda temporada de 13 Reasons Why vai deixar muitas marcas de angustias e revoltas, cercada de injustiças e cenas pesadas. Mas infelizmente é algo que não foge da nossa realidade.

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO