Saiba mais de "Hench: Trabalho Sujo"

Lançada pela Editora Melhoramentos, vamos conhecer mais do livro “Hench: Trabalho Sujo”, de Natalie Zina Walschots. Aliás, essa obra mistura ficção científica e fantasia, num mundo em que existem super-heróis e vilões. Mas fica a pergunta, ao longo das páginas: quem é quem, de verdade? Portanto, vamos falar de “Hench: Trabalho Sujo”:

Sinopse:

Veja mais do lançamento, "Hench: Trabalho Sujo"Anna, a desempregada que recebeu a ligação da agência de emprego, faz coisas chatas para pessoas terríveis. Porque até os vilões precisam de ajuda com as burocracias de escritório, e ela, mais do que nunca, de um trabalho. 

Trabalhar para o lado “mau” da história, uma classe à margem da sociedade, não é nada glamoroso. Mas, será que é realmente pior do que prestar serviços para um conglomerado de petróleo ou uma empresa de seguros? Uma questão que provoca até um eczema nas mãos da protagonista, causado por estresse. 

Como freelancer, Anna é apenas uma engrenagem na máquina. Mas, quando é contratada para analisar dados para um vilão bem conhecido e excêntrico, Anna enxerga nesse trabalho a oportunidade de ser efetivada e finalmente ter alguns benefícios. 

Só que, ao ser chamada para participar de uma missão em campo (uma coletiva de imprensa que, na verdade, tratava-se de um sequestro), a situação sai do controle e Anna acaba gravemente ferida por um dos maiores heróis da atualidade: Superimpacto, que tinha, inclusive, uma mandíbula perfeitamente quadrada de um modelo de comercial de creme de barbear. Aliás, os nomes de super-heróis e vilões são um caso à parte: Palíndromo, Enguia Elétrica, Eletrocutador, Acelerador e por aí vai. 

Os graves ferimentos a impedem de trabalhar e Anna usa o tempo livre para estudar as consequências negativas da atuação dos heróis. Começa a ser preparado o Dossiê do Estrago. A autora, neste momento, propõe uma discussão sobre a moralidade e como o marketing pode influenciar a percepção do público sobre algo.

Quem é a autora?

Natalie Zina Walschots é de Toronto, onde atua como escritora freelancer e community manager. Ela escreve de tudo, desde resenhas de romances de ficção científica e entrevistas com músicos de heavy metal até críticas aprofundadas sobre jogos feministas e grandes textos jornalísticos. Em seu tempo livre, Natalie tem explorado o potencial poético do sistema de comentários do jogo Bloodborne, escrito uma coleção de contos de fadas poliamorosos, desenvolvido aulas de narrativa interativa e composto jogos curtos de terror corporal baseados em texto. Ela também joga muito D&D, participa de muitos LARPs nórdicos, assiste a muitos filmes de terror e lê muita ficção especulativa.

O que esperar de “Hench: Trabalho Sujo”?

De fato, “Hench: Trabalho Sujo” veio como uma crítica com a política do escritório e o absurdo dos quadrinhos. Ao mesmo tempo que oferece ação emocionante e horror corporal angustiante. Ainda mais que retrata a hipocrisia do sistema, que torna todas as linhas de separação entre o bem e o mal tênues e frágeis. Dessa maneira, a obra é indicada àqueles que curtem não somente o universo de super-heróis como uma boa crítica a ele.

LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso AMOR E LIVROS! ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JENNA EVANS WELCH, AUTORA DE AMOR E GELATO