...

Antes de começar a me aprofundar nessa leitura, preciso fazer duas considerações. A primeira é: evitem lê-la na quarentena se não querem cometer o mesmo erro que eu! A segunda coisa é: eu não li o livro nem assisti a série, então toda minha opinião será baseada APENAS no que é retratado nessa graphic novel. Então vamos lá!

 



A história se passa em um mundo onde as mulheres perderam todos seus direitos. Não podem trabalhar, não podem ter seu próprio dinheiro, não podem ter liberdade, não podem ter AMIGOS. As Aias são mulheres férteis que só vestem vermelho e sua existência serve apenas para gerar outra. Elas são obrigadas a terem relações sexuais com a esperança de que engravidem e mantenham a natalidade do país funcionando. Todas as coisas que eram permitidas às mulheres foram criminalizadas. Elas não podem ter opiniões, falar o que pensam e agir a sua maneira. Se não for de acordo com o permitido, elas são punidas. E isso tudo nós descobrimos ao conhecermos a história da Aia chamada Offred.

Ao adentrarmos mais na vida e na rotina de Offred, conseguimos visualizar como era a vida antes e como é a vida agora. Isso foi um choque pra mim, pois não imaginava que o mundo era absolutamente normal – ou tão normal quanto ele pode ser – antes desse caos ser instaurado sobre a vida das mulheres.

Dito isso vocês já podem ter uma ideia do porquê foi tão complicado de ler nesse momento. Nossa liberdade, hoje, foi afetada por conta de um vírus, então fica mais claro imaginar o mundo delas; das Aias e outras mulheres. Eu sinceramente não tenho estômago pra assistir a série porque fiquei bem afetada com a história, mas o quadrinho é sensacional.

Uma das coisas que mais me chamou atenção enquanto eu lia foi a forma como as cores eram utilizadas e como sempre arrumavam um jeito de manter o vermelho das Aias em posição de destaque. É como se tudo fosse feito propositalmente para se encaixar de alguma forma e despertar em nós os sentimentos corretos para cada cena. Já os quadrinhos em si são realmente muito bonitos e de rápida leitura. Em apenas algumas horas eu já havia finalizado.

O único detalhe negativo (mas não tão negativo assim) foi que eu demorei um pouco pra entender o que eram as Aias e como elas chegaram até aquele momento da história. Tem alguns flashbacks mostrando como era a vida da Offred antigamente, então você vai ligando os pontos a partir daí, mas no começo é meio confuso. No mais, é uma leitura que eu favoritei e recomendo muito que vocês realizem algum dia.

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO