...
Veja a respeito de O Caderninho de Desafios de Dash e Lily

O Caderninho de Desafios de Dash e Lily

Você sabia que, antes de virar uma série da Netflix, “O Caderninho de Desafios de Dash e Lily” é uma obra literária?! Sim e foi escrita pela dupla David Levithan e Rachel Cohn. Publicado no Brasil pela Galera Record, a obra traz um clima diferente e fofo para as festas de final de ano. Mas, será que “O Caderninho de Desafios de Dash e Lily” é realmente bom?! Diante disso, vamos a resenha:

Não deixe de conferir: Dash & Lily- O amor natalino está no ar

História jovial natalina:

“O Caderninho de Desafios de Dash e Lily” nos conta a história de dois jovens que, ao mesmo tempo, em que são bem diferentes um do outro também encontram muitas semelhanças entre si. Lily ama o Natal, é uma boa garota, anda sempre de bem com a vida. Mesmo que não tenha muitos amigos. O problema é que neste ano, com seus pais viajando, seu Natal estaria arruinado. No entanto, seu irmão teve a ideia de deixar um caderninho vermelho na livraria mais caótica da cidade de Nova York. Diante de uma série de desafios para o garoto que o encontrar, talvez seja a oportunidade de encontrar um namorado para Lily. Até que Dash, que aceita participar, também faz o mesma jogada com a garota. Aos poucos, eles vão se conhecendo, através do caderno, e cada etapa marca este Natal de uma forma única na vida de cada um.

O outro lado do amadurecimento:

O livro possui uma narrativa fluída e gostosa, que é bem fácil de ler e se apaixonar. Além disso, o fato de que não é possível diferenciar qual autor escreveu qual parte é bem dinâmico. Pois as partes estão combinadas perfeitamente. A sucessão de eventos que segue a partir dessa premissa são dos mais românticos e surreais possíveis. Por outro lado, a obra não trata , exclusivamente, disso. Na verdade, é uma verdadeira lição sobre como nosso excesso de expectativa pode arruinar as verdadeiras experiências. Especialmente, fala de uma perspectiva de viver o presente sem esperar demais dos outros ou de nós mesmos. Mas, para variar, deixar as coisas acontecerem naturalmente.

Há sensibilidade nesses momentos, e também, sinceridade. Apesar disso, o livro não pode ser considerado como introspectivo ou mesmo denso. Afinal, fica com aquele ar de contos de fadas moderno e natalino. Como se fosse uma reinterpretação nos tempos atuais e com protagonistas completamente nerds. Desse modo, é o melhor tipo de releitura possível.
Confira a resenha do livro, lançado pela Galera Record, O Caderninho de Desafios de Dash e Lily
“O Caderninho de Desafios de Dash e Lily” possui uma narrativa fluída e gostosa

Os opostos se atraem:

Dash e Lily são verdadeiros opostos. Enquanto que ele odeia o Natal, é sarcástico e tem problemas com sua família, ela ama o feriado, é doce e muito ligada aos parentes. Porém, ambos são muito parecidos, e não me refiro aqui apenas aos seus gostos literários. Como todo adolescente, os dois estão em busca de algo que, de certa forma, os complete, por terem um vazio dentro de si. Dash tem dificuldade em acreditar, em ter fé, e encontrar Lily parece lhe dar um pouco de esperança. A garota, por sua vez, precisa descobrir quem ela realmente é, se enxergar além dos seus estigmas pelos quais ela se define. E ele é quem parece ajudá-la nesse sentido, já que os desafios a incentivam a ir além.

No fundo, o encontro entre eles acaba sendo mais do que um encontro entre dois jovens e passa a ser uma descoberta por si mesmos. Certamente por essas temáticas que o livro ganha seus ares reflexivos. Incluindo que os momentos que escrevem no caderninho são os mais puros e verdadeiros. Assim sendo uma etapa única e exclusiva para o casal.

Veja também: Dash & Lily- Curiosidades sobre a série natalina da Netflix

Conclusão:

Em resumo, a leitura de “O caderninho de desafios de Dash e Lily” é perfeito para esse clima de Natal. Além de termos um romance super fofo e divertido, aproveitamos os momentos mais reflexivos. Sendo que a história foge do comum. A junção de David Levithan e Rachel Cohn é incrível e nos presenteiam com um casal pouco improvável, mas que faz a gente torcer do inicio ao fim para que fiquem juntos. Vale lembrar que esse se passa em Nova York, e a presença da cidade é bastante importante e considerável na história. Portanto, é mais uma conexão para a construção do relacionamento dos dois.

Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI