...

Em meados de 1925 uma nova forma de entretenimento surgiu na sociedade: a televisão. A qualidade, inicialmente, foi bastante criticada, mas o seu princípio foi bem aceito. No Brasil esse novo mecanismo só surgiu por volta de 1950 com a inauguração da TV Tupi, de São Paulo. Desde então, essa plataforma foi ganhando espaço e novas tecnologias.

Durante anos essa foi a nova forma de entretenimento do brasileiro. Famílias se reuniam na sala para, juntos, assistirem a essa caixa mágica que transmitia imagens e aos poucos o jeito de ver TV foi se aperfeiçoando. Chegamos, então, no surgimento da televisão a cabo. O objetivo na época em que ela foi criada, 1948, era apenas melhorar o sinal enviado pelas emissoras através de ondas de rádio. A televisão a cabo continua sendo uma forma de entretenimento até hoje, mas é em 1972 que claramente notamos uma mudança. O serviço que ela oferecia passou a comercializado, assim como começou a transmitir conteúdos exclusivos. Foi aí que o brasileiro foi à loucura.

Porém, como ninguém nunca está satisfeito, uma nova forma de entretenimento foi aos poucos se inserindo no mercado: a Netflix, um serviço de aluguel de filmes, no qual o assinante paga um valor por mês e assiste o que ele quiser. A Netflix foi fundada em 1997, inicialmente sendo uma locadora com loja física, e foi apenas em 2005 que o serviço online foi implantado. Dois anos depois, a Netflix tinha mais de 10 milhões de visualizações de filmes e seriados assistidos por streaming.

Streaming, uma palavra nova que literalmente veio para ficar. O brasileiro não está mais satisfeito com o ficar em apenas um cômodo e com uma programação definida, sem direito de fuga. Ele quer mais, e a Netflix dá essa possibilidade. Você define a sua própria programação. O consumidor do serviço de streaming pode escolher o que quer assistir, quando e onde.

No ano de 2015, estima-se que a Netflix tenha alcançado a marca de 4 milhões de assinantes no Brasil, com um faturamento de quase R$ 1 bilhão. O número total de produções, entre 160 países em que o serviço está disponível, é estimado em um milhão, entre filmes e séries.

Este é o futuro do entretenimento. O poder da programação está nas mãos do telespectador. Em um futuro não tão distante, a TV pode sim ser substituída pelos serviços de streaming. A pioneira foi a Netflix, mas outras já estão surgindo, como a própria Amazon, com o objetivo de dominar o cenário do entretenimento. E estão conseguindo.

 

Rachel Guarino é jornalista

Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI