...
Meryl Streep

Quando se trata de combater a desigualdade de gênero, sabemos que Hollywood é um dos exemplos mais recordistas. Porém, para a surpresa de muitos, a indústria cinematográfica nem sempre foi assim. De fato, havia mais mulheres trabalhando em Hollywood nas duas primeiras décadas do que atualmente. No entanto, esse fato está mudando, através de muita luta e determinação. Mesmo com assuntos não resolvidos, precisamos celebrar cada vitória. Devido a isso, vamos falar de cinco mulheres que marcaram o cinema.

5. Meryl Streep

Conhecida como uma das atrizes mais premiadas de todos os tempos, Meryl Streep é uma verdadeira recordista, com 21 indicações ao Oscar, vencendo três vezes. Também recebeu 30 indicações ao Globo de Ouro, vencendo nove. Além das inúmeras premiações ao redor do mundo, ela sempre trouxe versatilidade, empoderamento e destaque em suas atuações.

4. Edith Head

Edith Claire Posener nasceu em San Bernardino, Califórnia nos Estados Unidos em 28 de Outubro de 1897. Ela era formada em Letras/Francês pela Universidade da Califórnia em Berkeley. Em 1924, Edith mesmo sem experiência com arte, design e figurino consegue uma vaga no departamento de figurino nos Estúdios Paramont. Essa oportunidade a tornou a figurinista com mais indicações no Oscar, no total foram 35 e levou 8 pra casa.

3. Hattie McDaniel

Hattie McDaniel nasceu em Wichita, no Kansas em 10 de junho de 1895. Seus pais eram o pastor batista Henry McDaniel e a cantora gospel Susan Holbert. Sua avó paterna tinha sido uma escrava num grande latifúndio da Virgínia, e seu pai nasceu sob a condição de escravo. Em 1940, ela se tornou a primeira artista afro-descendente a receber o Óscar de melhor atriz coadjuvante pelo filme … E o Vento Levou. Anteriormente, os negros mal eram convidados para a cerimônia. Após esse evento, a atriz se consagrou com uma das importantes de seu tempo.

2.Mary Pickford

Como uma das atrizes mais famosas do início do século XX, Mary Pickford conquistou total controle sobre as produções de seus filmes. Incluindo que uma organização de apoio a atores em dificuldades financeiras e uma das pioneiras da Academia de Ciências e artes cinematográficas. No entanto, ela fez algo considerado revolucionário. Junto com Charlie Chaplin, Douglas Fairbanks e D. W. Griffith fundaram a United Artists, no qual dava mais liberdade de criação e também na distribuição dos longas.

1. Alice Guy Blaché

Antes que alguém tivesse feito qualquer coisa, a diretora francesa Alice Guy-Blaché já tinha feito de tudo. Tendo atuado como diretora entre 1894 e 1922, ela não só é a primeira diretora do cinema francês, como provavelmente a primeira mulher a dirigir um filme na história. E uma das primeiras pessoas a ser reconhecida como diretora no mundo. Tendo dirigido nada menos que cerca de 700 filmes em sua carreira, ela também produzia, escrevia e atuava. Muitos de seus filmes desapareceram no tempo, mas diversos ainda podem ser vistos. Em 1922 ela se divorciou, seu estúdio foi à falência e Alice nunca mais filmou novamente. Muitas das técnicas desenvolvidas por ela, no entanto, até hoje são padrões essenciais para a produção de um filme.

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO