...

Desde 1 de janeiro as obras de Monteiro Lobato tornaram-se de domínio público. Ou seja, não existe mais a necessidade de pagar direitos autorais para os herdeiros. Então, não se assuste se a partir de fevereiro você entrar nas livrarias e encontrar várias versões da Emília estampando as capas dos livros.

Além do clássico Sítio do Picapau Amarelo, também temos os contos, cartas e o único romance do autor, O Presidente Negro. Mauricio de Sousa já garantiu uma versão de “Narizinho Arrebitado” em que as personagens Narizinho e Emília ganham formas da Magali e da Mônica, respectivamente. Enquanto isso, Pedrinho vira Cebolinha. O lançamento dessa edição está confirmado para fevereiro, será da editora Girassol.

Narizinho e Emília nas versões Magali e Mônic
Narizinho e Emília nas versões Magali e Mônica

“Sabemos que agora Lobato vai ganhar todo tipo de edição. Das mais cuidadosas às que não vão ter tanto apreço”, projeta Mauro Palermo, diretor editorial da Globo Livros.

Para 2019 a Editora Globo prevê lançar “A Chave do Tamanho” e “O Picapau Amarelo”, ambos pelo selo Biblioteca Azul, que aposta em livros de capa dura, texto integral e recuperação das ilustrações das primeiras edições, feitas quando o escritor ainda estava vivo.

Porém, outras editoras também estão prontas para lançar as suas versões dos clássicos do Monteiro Lobato. Como por exemplo, a FTD que pretende lançar coleções indicadas a faixas etárias específicas, que vão de 3 a 11 anos. Entre as obras escolhidas estão: “O Museu da Emília” e “Reinações de Narizinho”, que será dividido em 11 volumes.

“Reinações de Narizinho” e “O Picapau Amarelo” também são os lançamentos de janeiro da editora Autêntica. Em fevereiro, é a vez de “A Chave do Tamanho” chegar às livrarias.  Já a Companhia das Letrinhas prepara uma coleção com reedição de boa parte da obra do escritor, que laçará em fevereiro mais uma edição de “Reinações de Narizinho”. E até o fim do ano as histórias “O Saci” e “O Minotauro” devem ganhar novas edições e ilustrações.

Ilustração de Fido Nesti para o livro "A Reforma da Natureza"
Ilustração de Fido Nesti para o livro “A Reforma da Natureza”

Já são 70 anos desde a morte do autor. Lobato morreu em 4 de julho de 1948,  o que fez sua obra receber passe livre no primeiro dia de 2019. O primeiro livro que Monteiro Lobato lançou foi “A menina do narizinho arrebitado”, em 1920, nunca reeditado, exceto em uma pequena edição fac simile em 1981, e hoje é considerada uma obra rara (tanto a primeira edição quanto a edição fac simile). A maioria das histórias de seus livros infantis se passavam no Sítio do Picapau Amarelo, um sítio no interior do Brasil, tendo como uma das personagens a senhora dona da fazenda, Dona Benta, seus netos Narizinho e Pedrinho e a empregada Tia Nastácia.

“Tudo tem origem nos sonhos. Primeiro sonhamos, depois fazemos.” – Monteiro Lobato

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO