Um homem indestrutível, um gênio do mal preso em uma cadeira de rodas e uma verdadeira besta humana: esses são os protagonistas de Glass, a nova obra de M. Night Shyamalan e aguardada conclusão da trilogia composta por Corpo Fechado e Fragmentado. E observando pelo trailer, quando Bruce Willis, Samuel L. Jackson e James McAvoy finalmente ficarem frente a frente, toda a espera terá valido a pena. O empolgante vídeo de divulgação de Glass, divulgado pela Universal durante a Comic-Con 2018, já dá vontade de avançar no tempo para assistir essa união imprevisível.

Em Glass, David Dunn (Bruce Willis) sai das sombras para tentar impedir os avanços de Kevin, A Fera (James McAvoy). Contudo, o que o segurança não sabe é que ao entrar em rota de colisão com o novo antagonista, ele o levará de encontro ao seu grande arqui-inimigo: o Sr. Vidro (Samuel L. Jackson). Manipulando todas as possibilidades e perspectivas, o supervilão que “cria o extraordinário” é o guardião de segredos obscuros que são cruciais para as vidas de todos os envolvidos em seu plano.

Depois da repercussão de Fragmentado, o exitoso filme de M. Night Shyamalan, não foi surpreendente apenas por marcar o retorno do cineasta à sua melhor forma após alguns anos de produções malsucedidas. No melhor estilo do Universo Cinematográfico Marvel, o realizador incluiu uma cena pós-créditos no longa que liga Fragmentado diretamente ao seu clássico do cinema de super-heróis, Corpo Fechado. E assim nasceu a nova trilogia que mudará o conceito tradicional de heróis.

No vídeo, a Dra. Ellie Staple (Sarah Paulson) dá o pontapé inicial discursando sobre a “síndrome do super-herói”, uma condição psicológica portada por certos indivíduos que os faz acreditar que são criaturas sobre-humanas e, Kevin, manifestando Patricia, uma de suas 24 personalidades, mostra que a síndrome citada por Staple é muito mais do que um estado psicológico. É possível que Sr. Vidro usará a condição de Kevin para um possível plano maligno contra David, já que são arqui-inimigos. Porém. o que é mais interessante sobre as obras de Shyamalan é a dúvida que cerca a cabeça de qualquer expectador: Será que eles são psicologicamente perturbados ou possuem habilidades especiais de fato?

 

Assim, entre antigos e novos personagens, “Glass” (título original) deve lidar uma vez mais com a dicotomia bem/mal e herói/vilão em uma obra que o próprio Shyamalan descreveu como o “primeiro filme de super-heróis realista”. Incluindo que ainda traz o regresso de Casey Cooke (Anya Taylor-Joy), a única sobrevivente do cativeiro armado por Kevin em Fragmentado, que ainda tem uma certa conexão com o personagem.

Vidro estreia no dia 19 de janeiro de 2019 e com certeza o público sairá do cinema cheios de teorias da cabeça.

FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar?