...

Hoje, dia 7 de janeiro, é comemorado o dia do leitor! E já que essa é uma data mega especial para aqueles que amam ler, separamos aqui alguns motivos que tornam essa prática extremamente benéfica para a sua vida. Mas, de onde ela surgiu?

Você sabia?

Dia do Leitor foi criado em homenagem à fundação do jornal cearense “O Povo”, criado em 7 de janeiro de 1928, pelo poeta e jornalista Demócrito Rocha. Desde então, comemora-se nessa data esse dia tão especial.

Curiosidades:

Segundo uma pesquisa feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em 2018, a taxa de analfabetismo da população com 15 anos ou mais de idade no Brasil caiu de 7,2% em 2016 para 7,0% em 2017, mas não alcançou o índice de 6,5% estipulado, ainda para 2015, pelo Plano Nacional de Educação (PNE). A taxa representa 11,5 milhões de pessoas que ainda não sabem ler e escrever. A incidência chega a ser quase três vezes maior na faixa da população de 60 anos ou mais de idade, 19,3%, e mais que o dobro entre pretos e pardos (9,3%) em relação aos brancos (4,0%).

Algo que também deve ser levado em consideração, é que 30% dos brasileiros nunca compraram livros! Essa afirmação pode ser conferido em “Retratos da Leitura no Brasil“, realizada em 2015, em uma entrevista com mais de 5 mil participantes do Brasil. O índice também apontou que o brasileiro lê, em média, 4,96 livros por ano, sendo que apenas 2,43 dessas obras foram terminadas.

Visto isso, aumenta a importância de divulgarmos quão bem a leitura pode fazer na vida das pessoas. Confira abaixo alguns desses benefícios!

Dia do leitor – foto autoral.

Benefícios da prática de leitura:

Ler protege a mente.

De acordo com uma matéria publicada na PUCRS, ler pode ser uma forma de proteger a mente contra o surgimento de doenças neurodegenerativas. Segundo uma professora, ao realizar uma leitura, melhoramos o funcionamento cerebral, fazendo com que sintomas de doenças como demência e Alzheimer sejam atrasados. Também foi destacado por ela que inúmeras pesquisas comprovam o aumento das conexões neurais durante a leitura, fazendo com que sensações como a empatia sejam aumentadas. Um outro professor afirma que, de acordo com o conteúdo de cada história, outras regiões cerebrais são ativadas, resultando em comportamentos, emoções e experiências distintas.

Durante a leitura de histórias de suspense, por exemplo, a ativação do cérebro tem relação direta com a experiência do leitor. Os leitores que relataram ter ficado mais envolvidos com a narrativa foram os mesmos que tiveram maior ativação de uma circuitaria do cérebro, que envolve tentar antecipar o que vai acontecer (inferências futuras)”, explica.

Estimula a criatividade.

Um estudo do Creativity Research Journal mostrou que, após a leitura de uma obra de ficção, os leitores se sentem mais encorajados a aceitar pensamentos ambíguos e passam a entender com mais clareza várias perspectivas sobre um mesmo assunto. O que quer dizer que ficam mais suscetíveis a a enxergar novas possibilidades em sua rotina diária. A capacidade de criar em sua mente novos personagens, lugares e situações que nunca foram vividas antes por ele, fazem com que a criatividade seja constantemente estimulada. Além disso, melhora o vocabulário e a escrita, pois quem tem maior contato com a leitura acaba estimulando mais essas suas áreas, principalmente ao ler livros que se passavam em outro século ou outros universos.

Dia do leitor – foto autoral.

Aguça o senso crítico e reduz preconceitos.

Diversas perguntas podem surgir a mente de um leitor após ler um livro instigante. Reflexões acerca do que foi lido é algo que constantemente acontece, e isso faz com que o seu senso crítico aumente. Ao ler livros com temáticas diferentes, culturas diferentes e épocas distintas, você se depara com realidades diferentes da sua e questionamentos que talvez nunca tenham passado pela sua cabeça. Por que aquela guerra aconteceu? Por que casal “x” não terminou junto na história? Por que o mocinho virou vilão? Ao compreender a complexidade por trás de grandes narrativas, o leitor começa a abrir sua mente para as diferenças do mundo a seu redor e se inserir no lugar de outras pessoas, reduzindo então alguns preconceitos que poderiam estar presentes em sua vida antes daquela leitura.

Melhora o estresse.

Uma pesquisa realizada em 2009 pela Universidade de Sussex, no Reino Unido, afirmou que ler por apenas seis minutos já ajuda a reduzir em até 68% os níveis de estresse. Esse tempo foi suficiente para que os voluntários diminuíssem a frequência cardíaca e aliviassem a tensão dos músculos.

“Perder-se em um livro é o maior estágio de relaxamento possível, não importa qual é o livro, apenas o processo de escapar das preocupações do mundo cotidiano já é uma forma de relaxar.” David Lewis, neuropsicólogo que conduziu a pesquisa.

Então me diga: o que você está esperando pra abrir um livro agora mesmo?

 

Filmes de romance icônicos na MAX Filmes de romance com Glen Powell Lista com todos os filmes com Barry Keoghan Fantasias que são volume único Doze indicações da Intrínseca para o Dia do Orgulho Geek Séries para quem amou Maxton Hall Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã!