...

Todos os anos somos cercados por confetes, glitter, desfiles e blocos de rua, junto com o samba e a alegria nos rostos dos brasileiros. Porém, esse grande feriado não começou na nossa amada pátria. Sendo assim, vamos contar um pouco como surgiram os cinco dias mais loucos do ano:

A História do Carnaval remonta à Antiguidade, tanto na Mesopotâmia quanto na Grécia e em Roma. E cada uma contribuiu para a formação dessa festa tão marcante. Na Babilônia, as festas carnavalescas eram marcadas pela troca de identidade, ou seja, se fantasiar e assumir uma nova.

Na tradição greco-romana havia os chamados bacanais, festas que homenageavam o deus do vinho, em que os participantes se embriagavam e se entregavam apenas aos prazeres por alguns momentos. Em Roma, também aconteciam comemorações que duravam dias com muita comida e bebida em que era comum que os senhores se vestissem de escravos e vice-versa.

A palavra carnaval é originária do latim, carnis levale, cujo significado é retirar a carne. Neste sentido, está relacionado com o jejum que deveria ser realizado durante a quaresma e também com o controle dos prazeres mundanos, tentando ter o controle absoluto dessa grande festividade.

No período do Renascimento, o carnaval começou a ser marcado por desfiles nas principais cidades italianas, em que as pessoas usavam máscaras e com a participação de carros decorados. E assim, essa festa mais urbana começou a se propagar por outros países europeus, como a França e a Inglaterra, por exemplo.

Resultado de imagem para carnaval antigo

No Brasil, o carnaval começou a ser comemorado no século XVII, obviamente, por influência europeia. Inclusive, várias fantasias que eram comuns lá fora começaram a ser usadas por aqui também, como o Pierrot e Colombina. O Rei Momo, muito famoso até nos dias de hoje, é outro personagem europeu que foi recebido pelos brasileiros.

Os primeiros blocos carnavalescos começaram a aparecer no final do século XIX. Já no século XX, as pessoas começaram a adotar o hábito de, além de se fantasiarem, decorarem também os seus carros e saírem em grupos desfilando por toda a cidade. Foi daí que surgiram os carros alegóricos, que hoje encantam os olhos do país todo durante as festas.

Daí pra frente, o carnaval só cresceu e se tornou mais animado no Brasil ganhando mais adeptos a cada ano. Todos começaram a cantar as famosas marchinhas carnavalescas, as quais ajudavam a trazer um encanto ainda maior para a festa. A nossa primeira escola de samba foi a “Deixa Falar” que surgiu no Rio de Janeiro, com o sambista Ismael Silva. Foram nascendo outras que com o tempo começaram a competir.

Na região nordeste, a tradição do carnaval de rua é muito mais preservada do que no restante do país. O frevo e o maracatu são os ritmos predominantes e as pessoas saem às ruas para dançar, cantar, enfim, participam da festa de forma ativa e não como simples espectadoras, como acontece em outras regiões do país.

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO