Que eu amo a escrita da V.E Schwab não é segredo. Além disso, amo o universo que a autora cria nas histórias e que todos os personagens são de fáceis de conexão. Entretanto, chegou o momento de falarmos do último livro: Mansão Gallant. Prontos?

Sobre o livro

Olivia Prior sempre sonhou em ter uma família que se importasse com ela. Mas, em vez disso, ela está confinada na Escola Merilance para Garotas Independentes, com as suas governantas severas e com as outras alunas que a excluem por ser muda. Sua única fonte de conforto é o diário deixado pela mãe que nunca conheceu, com o qual consegue ter lampejos de uma vida desconhecida.

Quando recebe uma inesperada carta de um tio, Arthur Prior, convidando-a para morar com ele na Mansão Gallant, Olivia imediatamente agarra a oportunidade. Porém, ao chegar em Gallant, ao invés de uma recepção calorosa, a garota é recebida com espanto. Além do mais, todos parecem viver com medo, e ninguém quer explicar o motivo para Olivia. Decidida a não abrir mão da família recém-descoberta, a jovem terá que desvendar, e enfrentar, os mistérios que envolvem como uma névoa a Mansão Gallant.

+ Leia também: Resenha: Ponte das Almas (Vol. 3), de V. E. Schwab

Edição lindíssima

Antes de começarmos a falar da história,gostaria de pontuar sobre a edição belíssima. A Galera Record fez um trabalho incrível no design do livro. Ao mesmo tempo que a capa não é igual a versão norte americana ela tem elementos que lembra porém, com uma identidade única que deixa a edição ainda mais elegante.

Também amei como os capítulos são divididos, ilustrações dos desenhos do diário e trechos do que acontece do outro lado. As páginas pretas deram um charme a parte em todo projeto gráfico. De cara o livro já vale por todo o visual elegante e misterioso.

Um mundo invertido

Falando da história, eu esperava um pouco mais de Mansão Gallant. É criativo, lembra muito as questões do “Mundo invertido” de Stranger Things. Entretanto, senti que Schwab deixou muitas pontas soltas e deu uma corridinha no final para concluir a história.

Também percebi uma falta de desenvolvimento de certos personagens, como o Matthew. Ele foi um personagem que poderia ter muito mais destaque ao lado da protagonista Olívia. Acho que seria tudo.

Falando agora sobre os prós, eu amei a personagem, pincipalmente o fato dela ser muda e deixa tudo ainda mais interessante e melancólico. O clima de suspense com um pouco de terror deixa Mansão Gallant impossível de largar. Afina,l você quer saber quem são as tais sombras, os espectros e cada detalhe da mansão.

Mais uma vez V.E Schwab entrega uma história com personagens gostosos de acompanhar além de um enredo único com pitadas de referências da cultura pop. Mansão Gallant não é um livro ruim, mas também não é o melhor da autora, mas é um livro mágico e perfeito para quem está começando no gênero do terror.

LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO FILMES DE ANIMAÇÃO QUE TAMBÉM SÃO COMÉDIAS ROMÂNTICAS LIVROS SOBRE MITOLOGIA GREGA, ALÉM DE PERCY JACKSON LIVROS QUE LEMBRAM “TODOS MENOS VOCÊ” ONDE ASSISTIR OS INDICADOS AO OSCAR 2024? LANÇAMENTOS DA EDITORA ALT EM 2024 Livros que serão adaptados em 2024 Contos natalinos para você ler no Kindle Unlimited Willy Wonka: Conheça as versões do personagem Expansão “Aluga-se” do The sims 4: O que esperar? A Cantiga dos Pássaros e das Serpentes: vale a pena ver? Se o personagem do seu filme favorito fosse uma animação da Pixar Livros de Edgar Allan Poe em A Queda da Casa de Usher Músicas que falam sobre términos Livros com jogadores de futebol americano para você ler Livros do Grupo Editorial Record para o Dia das Crianças Conheça Cyberpunk 2077: Nenhum acaso AMOR E LIVROS! ENTREVISTA EXCLUSIVA COM JENNA EVANS WELCH, AUTORA DE AMOR E GELATO