...

❝Acredito fielmente que escravos e prisões não se fazem somente com paredes, grades ou algemas, mas também com simples palavras e situações.❞


⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Diário de uma Escrava é mais uma obra lançada pela editora Darkside e, como é de costume da editora, o capricho e a beleza dessa edição chamam a atenção.

Esse livro possui conteúdo sensível e sua história é retratada a partir do ponto de vista da Laura, uma jovem de 15 anos que morava com seus pais, tinha amigos, namorado e foi sequestrada e mantida durante anos em cárcere privado.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
O livro começa alguns anos após esse sequestro, com Laura dentro de um buraco no sítio do seu sequestrador, contando sua rotina com o “Ogro” (que é como ela chama seu sequestrador). A partir desse momento você já é apresentado a toda crueldade do comportamento desse homem. Os dias se repetem numa rotina cansativa e dolorosa, com descrições detalhadas das torturas e estupros sofridos por essa menina e como ela aprendeu a lidar com tudo isso. Com o passar da leitura, vemos que Laura não é “suficiente” para seu sequestrador, já que o Ogro começa a deixar um rastro de vítimas por onde passa, fazendo com que ele seja chamado no mundo externo como “Maníaco de Donzelas”.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
A história de Laura termina do jeito mais inesperado possível e eu acho que autora nos trouxe um final não convencional para nos mostrar as incertezas da vida. É algo que nos faz pensar e refletir MUITO sobre como somos afetados por aquilo que acontece de bom e ruim com a gente. Nem em mil anos eu poderia imaginar que aquilo aconteceria, além de ser extremamente doloroso ver que meninas reais são submetidas a isso. Diário de Uma Escrava é uma leitura intensa e não recomendada para todo tipo de público.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Rô Mierling se baseou em diversos acontecimentos reais para dar vida a esse livro e, ao terminar a leitura, podemos conferir os nomes de diversas meninas que tiveram suas vidas alteradas por conta de um monstro psicopata que cruzou seu caminho. E o questionamento que permanece na nossa cabeça é: Quantas vezes nos sentamos em lugares públicos sem saber o que acontece na mesa ao lado? Por quantos psicopatas nós passamos durante nossa vida?

⚠️ Se você se interessa por esse tema, leia mas com cuidado. Não é fácil. Não é uma leitura agradável e prazerosa. Ela demonstra o que há de mais cruel no ser humano, chamando bastante atenção justamente para aqueles que nós menos desconfiamos durante nosso dia-a-dia.

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO