...

A Netflix deu um presente de Natal muito especial para os fãs da série de livros Os Bridgertons. A primeira temporada completa lançou na madrugada do dia 25 de dezembro! Mas é claro que não poderíamos deixar de comentar a nossa experiência assistindo o primeiro episódio. Lembrando que não será um comparativo com o livro.

Com 58 minutos de duração nesse primeiro episódio, a série se saiu bem introduzindo os personagens e suas personalidades. Além disso, também trabalhou bem o que será abordado na trama um pouco mais pra frente. Aliás, episódios longos marcam bastante essa temporada, já que todos possuem uma média de mais ou menos uma hora. 

O que acontece no primeiro episódio?

Antes de mais nada conhecemos a Daphne, quarta filha da família Bridgerton, que estará debutando nesta temporada. E a série nos explica logo de cara a importância das jovens da idade dela debutarem. Após chamar a atenção da rainha de forma positiva, a esperança da família é que Daphne arrume um marido rápido. Ela só não esperava que seu irmão mais velho, Anthony, fosse dificultar tanto sua vida. Afugentando todos seus pretendentes, as opções de Daphne começam a ficar cada vez mais escassas. E seus problemas só aumentam quando Lady Whistledown critica sua postura e afirma que seu futuro esta fadado. Sua identidade ainda é desconhecida por todos, então o que a Lady revela sobre suas opiniões acaba sendo levado bastante a sério. Isso deixa a série com uma vibe bem gossip girl, mas de época.

Ao mesmo tempo que Simon, o atual Duque de Hastings, chega a cidade para resolver problemas deixados pelo seu falecido pai. Sendo amigo de Anthony, o destino das duas famílias acabam se cruzando, porém o Duque afirma que não pretende se casar de forma alguma. Com isso em mente, ele se aproxima da jovem Daphne e propõe um acordo perigoso: fingir que está cortejando a jovem. Dessa forma, fará com que ele se torne inacessível para as outras damas e ela, desejável para futuros maridos. E é assim que terminamos o episódio um dessa temporada.

Saiba mais sobre Os Bridgertons e sua estreia na Netflix

Cena da série Bridgerton
Simon, Duque de Hastings e Daphne Bridgerton.

Minha opinião:

Esse episódio também mostrou um pouco dos outros Bridgerton e já pudemos ser cativados por essa família. Por mais que tenham muitos personagens e nomes diferentes, conseguimos lembrar de tudo que está acontecendo na história. Além de diferenciar as diferentes famílias e títulos. 

Saiba mais sobre a trilha sonora da série

Preciso fazer um comentário rápido sobre a estética da série: que coisa mais linda! Os figurinos estão INCRÍVEIS, assim como as casas, os ambientes e todo o resto. E a série utiliza de músicas POP atuais de forma com que pareçam antigas. Músicas de Ariana Grande e Maroon 5 puderam ser ouvidas tocadas por violinos. Desse modo, a série é divertida, cativante e também super sensual.

Outro detalhe interessante foi como a série introduziu atores não brancos de forma primorosa. Não pareceu forçado de forma alguma e trouxe um ar completamente diferente. Mal posso esperar para maratonar tudo! 

 

 

Bridgerton (3ª): O esperar da parte dois? Séries para você assistir no Dia das Mães As Melhores Trilhas Sonoras de Todos os Tempos Filmes de terror para assistir em maio 2024 FANFICS QUE VIRARAM FILMES PRODUÇÕES SOBRE FÓRMULA 1 A verdade sobre Bebê Rena Rota literária: conheça o aplicativo para leitores Top Filmes com ex-RBD FILMES DA TRILOGIA X DIRIGIDOS POR TI WEST Filmes originais da Netflix que são adaptações literárias Livros com o casal Ídolo e Fã! Filmes que são Dark Fantasy 6 livros da editora Intrínseca para o Dia Internacional da Mulher Histórias de Akira Toriyama Livros com o casal Grumpy x Sunshine FILMES DIRIGIDOS POR HAYAO MIYAZAKI NO STUDIO GHIBLI LANÇAMENTOS IMPERDÍVEIS DA EDITORA VERUS NO MÊS DE FEVEREIRO